quarta-feira, 11 de maio de 2016

Curiosidades sobre países #11 - Ditados bizarros

Cada país tem seus próprios ditados, expressões e provérbios, e muitos deles são considerados bizarros em outros países. Confira uma seleção dos ditados mais bizarros com seu devido significado.

Quando os alemães querem criticar uma pessoa preguiçosa eles dizem que "O móvel preferido do diabo é o banco comprido", em referencia aos bancos encontrados em praças e parques. E quando eles dizem que eles vão "Colocar alguém no banco comprido" significa que eles vão cancelar ou adiar alguma coisa.

Na Dinamarca eles dizem que "Muitos pequenos riachos fazem um grande rio" para simbolizar que a união faz a força. Quando eles querem dizer que é melhor que uma pessoa ande com outras de sua mesma classe social eles falam que "Crianças iguais jogam melhor". Já para simbolizar que as pessoas aprendem coisas novas quando precisam eles dizem "A necessidade ensina a mulher nua a costurar".

Na Turquia "Aquele que nunca se queimou ao sol não sabe o valor da sombra", ou seja, as pessoas só apreciam algo depois que a perdem.

Na Itália o ditado "Tanto vai a gata ao toucinho que deixa a patinha" pode significar a mesma coisa que "A curiosidade matou o gato", mas dessa vez o gato apenas ficou perneta. Já quando eles querem desejar boa sorte para alguém eles dizem "No cu da baleia", ao que a outra pessoa responde "Espero que não cague".

Na África do Sul eles dizem que "Mesmo que o babuíno use um anel de ouro, ele ainda é uma coisa feia", isso significa que as aparências enganam.

Na Tailândia quando alguém da atenção para quem não merece eles dizem que a pessoa está a "Tocar saw u para o búfalo ouvir". Saw u é um instrumento musical tocado com um arco.


Para os japoneses o repeito e a gratidão são muito importantes, então para ensinar sobre eles, a seguinte expressão foi criada "Alimente um cão por três dias e ele será grato por três anos. Alimente um gato por três anos e ele se esquecerá disso em três dias". Eles também costumam dizer que "O prego que se destaca é martelado", ou seja, não seja orgulhoso, seja humilde.

Na Romênia eles dizem "Defenda-me das galinhas, dos cães não tenho medo" para simbolizar que devemos tomar cuidado com os amigos falsos, os cachorros representam os desafetos conhecidos e as galinhas são as amizades falsas, cuja traição nem imaginamos.

Os portugueses dizem que "De Espanha, nem bom vento, nem bom casamento". A frase vem da rixa histórica entre os dois países e significa que nada de bom vem da Espanha.

No Egito o ditado "A porta do carpinteiro está solta" significa que muitas pessoas não utilizam aquilo que aprendem no trabalho em sua vida pessoal.

Os russos ensinam desde cedo que em momentos de dificuldade só você pode se ajudar, por isso eles usam o ditado "A fome não é sua tia, ela não vai lhe trazer uma torta".

"Não existe tempo ruim, mas, sim, roupas ruins", é assim que os suíços ensinam que tudo na vida é uma questão de se adaptar para resolver o problema.

Mais uma sobre preguiça, quando os espanhóis querem criticar as escolhas feitas por preguiçosos eles dizem que "Quando o diabo não tem o que fazer, mata moscas com o rabo".

A Croácia tem sua própria versão do ditado "Um pássaro na mão é melhor do que dois voando", eles dizem "Melhor um pardal na mão do que um pombo nos ramos".

Gostou da matéria? Então não deixe de curtir o nosso Facebook e ler as outras partes dessa matéria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...