sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Fatos e curiosidades que você não sabia sobre o Natal

O Natal é uma das maiores festas do mundos, cheia de confusões e bizarrices, e agora você vai saber alguns fatos desconhecidos sobre esse feriado internacional.
Se você quiser ler mais matérias natalinas interessantes, clique aqui

O Natal tem raízes religiosas, ele normalmente é celebrado como o "Nascimento de Cristo", mas isso é besteira, Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro, essa data foi escolhida porque ela era usada no festival pagão que celebrava o Sol. Existem documentos religiosos que indicam que o nascimento de Jesus de Nazaré aconteceu entre março e junho, nem perto de dezembro.

Se você acha que a festa de Natal da sua família é complicada, saiba que em Cuzco, peru as pessoas comemoram o dia 25 de dezembro lutando entre si. Conhecido como Takanakuy (que significa para se bater) essa festa consiste em pessoas dançando e lutando para resolver problemas que elas tiveram durante o ano, isso vale para adultos e crianças.

Quando se fala em Natal as pessoas logo pensam em enfeites, mas essa tradição é relativamente nova. Antigamente as pessoas enfeitavam suas árvores com maçãs, doces e biscoitos em formatos de estrela. Nos anos de 1870 os enfeites eram ainda mais bizarros, como descritos no conto The Peterkins' Christmas-Tree: 
"Havia todo tipo de coisas de enfeites dourados, de vagens de ervilha douradas a borboletas com molas. Havia bandeiras e lanternas brilhantes, gaiolas de pássaros e ninhos com pássaros assentados sobre eles, cestos de frutas, maçãs douradas e cachos de uvas".

Já se perguntou o que as pessoas fazem com as árvores de natal depois que as festas acabam? A maior parte joga elas fora em qualquer lugar, mas com o passar dos anos zoológicos inventaram uma alternativa melhor, muitos deles agora aceitam doações de árvores ainda vivas para servir de alimento aos animais.

O Natal deveria ser uma época de paz, mas a realidade é bem diferente, na verdade durante o fim do ano os crimes tendem a aumentar, principalmente assaltos e invasões. Apenas na Califórnia existe um aumento de 18% nesses tipos de crime, em países pobres é ainda pior.

Se voce acha que Roberto Carlos lucra bastante com sua festa de fim de ano, saiba que todo ano Paul McCartney ganha quase meio milhão de dólares no Natal devido as pessoas escutarem sua música "Wonderful Christmastime", curiosamente essa música foi considerada uma de suas piores pela critica internacional.


Curiosamente muitas das maiores canções de Natal de todos os tempos, incluindo "Winter Wonderland", "Chestnuts roasting…", e "I’m Dreaming of a white Christmas" foram na verdade escritas por judeus.

Segundo uma pesquisa cerca de 40% dos brinquedos dados às crianças no Natal são quebrados em março. Esse número aumentou com o passar do tempo, afinal os brinquedos de hoje não sem nem de perto tão resistentes quanto os de antigamente, isso é considerado por muitos uma jogada incrível das lojas e fabricas, afinal se o brinquedo quebrar logo, é provável que outro será comprado para substitui-lo.

Durante o Natal de 2010, o governo colombiano cobriu árvores da selva com luzes. Quando as guerrilhas das FARC (que são considerados terroristas) passavam, as árvores se iluminavam e as bandeiras pediam que eles abaixassem as armas e se entregassem. No total 331 guerrilheiros entraram novamente na sociedade e a campanha ganhou um prêmio por excelência em marketing estratégico.


Até hoje o maior presente de Natal do mundo é a famosa Estatua da Liberdade, dada pelos franceses aos americanos em 1886, esse presentinho tem 46 metros e pesa mais de 200 toneladas. E embora a estátua seja conhecida como Estatua da Liberdade, seu nome é A Liberdade Iluminando o Mundo, um nome que nem os americanos usam.


Natal não é Natal sem uma árvore, mas até hoje ninguém sabe dizer com certeza quem inventou essa tradição, o que se sabe é que civilizações antigas que habitavam os continentes europeu e asiático, no terceiro milênio antes de Cristo, já consideravam as árvores como um símbolo divino. Eles cultivam-nas e realizavam festivais em seu favor. 
Mas as árvores modernas possivelmente apareceram pela primeira vez em algum lugar da  Alemanha entre os séculos XVI e XVIII. Durante o século XIX a prática foi levada para outros países europeus e para os Estados Unidos. Apenas no século XX essa tradição chegou à América Latina.


A origem da Ceia de Natal também é um mistério, alguns pesquisadores e historiadores dizem que ela representa a Santa Ceia, em que Jesus e os Apóstolos comemoraram a Páscoa dos judeus. Outros afirmam que a ceia de Natal vem do costume europeu de deixar as portas das casas abertas no dia de Natal para receber viajantes e peregrinos, algo que, claro, não acontece mais hoje em dia. 


Os presentes são outra grande parte do Natal, sua origem pode ser religiosa ou pagã. A versão religiosa diz que o costume se baseia no gesto dos reis magos, que presentearam Jesus com incenso, ouro e mirra. A versão pagã vem das Saturnálias, comemoração que acontecia em dezembro na Roma antiga e a troca de presentes fazia parte da confraternização. Já o costume de pôr presentes sob a árvore de Natal provavelmente começou no século XVI, durante o reinado de Elizabeth I na Inglaterra. Ela promovia festas natalinas e recebia muitos presentes, que acabavam sob uma árvore de natal.

Se você ganha presentes no Natal você já deve ter se sentido muito feliz ao abrir, mas com certeza você não deve ter ficado tão feliz quanto alguns prisioneiros da Segunda Guerra Mundial quando eles abriram os seus presentes.
O que aconteceu foi que durante a Segunda Guerra Mundial a companhia de cartas de baralho Bicycle fez um bando de cartas especiais que quando molhadas formavam um mapa de fuga para prisioneiros de guerra. Essas cartas foram dadas como presente para os prisioneiros, e os nazistas não desconfiaram de nada.

Curtiu a matéria especial? Então curta nossa página no Facebook também: Real World Fatos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...