segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Conheça a história de criminosos que se safaram da Lei #2

Você já sabe que a policia não é tão útil quanto a TV faz parecer, em países desenvolvidos como os E.U.A eles conseguem pegar apenas 60% dos criminosos que cometem crimes mais pesados, em países subdesenvolvidos esse número é ainda pior, por exemplo apenas no Rio de Janeiro 96% dos crimes desde 2007 continuam sem prisões. E como se isso não bastasse a policia muitas vezes prendem pessoas inocentes que ficam na cadeia por anos, algumas até chegam a ser executadas.
Por isso o número de criminosos que nunca foram presos é na casa dos milhares, mas vamos focar apenas nos principais. Confira.

Tudo começou em maio de 1918 em Nova Orleans quando Joseph Maggio e sua esposa foram mortos em sua casa por um invasor, ele cortou suas gargantas e depois destruiu seus crânios com um machado. A policia foi chamada mas não encontrou muita coisa, eles descartaram roubo como motivo já que bens de valor não foram roubados. A policia não deu muita atenção ao caso, algo que depois eles iriam se arrepender, isso porque outra pessoa morreu pouco tempo depois com o mesmo modus operandi, e depois mais outra, e mais outra, até que em outubro de 1919 o assassino já havia matado 12 pessoas, a maior parte italianos, o que fez com que a policia pensasse que os crimes eram motivados por racismo, depois eles perceberam que a maior parte das vítimas eram mulheres, os homens que ele matou morreram porque estavam perto das mulheres. 
Em março de 1919 o assassino (ou alguem se passando por ele) mandou uma carta para o jornal dizendo que ele iria matar alguem depois da meia-noite, mas iria poupar pessoas que estivessem tocando jazz. A ameaça funcionou e os clubes de jazz da cidade ficaram lotados em capacidade máxima, centenas de casas também começaram a tocar jazz, naquela noite não houve assassinatos.
A policia nunca conseguiu provar nada, eles investigaram algumas pessoas mas elas foram inocentadas, eles precisavam de mais vítimas para conseguir mais evidencias, mas isso nunca aconteceu, em 1919 os crimes simplesmente pararam, tão misteriosamente quanto eles haviam começado.
O serial killer que ficou conhecido como o Axeman (Homem do Machado) de Nova Orleans nunca foi identificado, muito menos pego, ele se safou de 12 assassinatos brutais e virou uma espécie de lenda. Alguns cidadãos bem armados apresentaram anúncios aos jornais desafiando o Axeman a visitar suas casas, um deles prometeu deixar uma janela aberta para o assassino, educadamente pedindo que ele não danifica-se a porta da frente. mas nada funcionou o cara desapareceu completamente.
Nos anos seguintes o personagem do Axeman apareceu em diversos contos, livros e até na série American Horror Story: Coven, mas sua verdadeira identidade nunca será revelada ao público.

É um fato provado que assassinos em série muitas vezes começam matando animais, e diferente dos outros serial killers dessa lista, esse aqui está atacando até hoje.
Conhecido como o Assassino de Gatos da M25, essa pessoa é responsável por matar mais de 100 gatos em apenas 2 anos, e não precisa nem dizer que a policia não faz ideia de quem ele é.
Tudo começou em 2014 quanto felinos começaram a aparecer torturados e decapitados nas ruas do sul de Londres perto da autoestrada M25, a policia desmentiu o caso e disse que os animais haviam sido mortos por outros animais como raposas, mas conforme mais vitimas apareciam eles não podiam mais negar, quem estava matando os gatos era um psicopata. Mas como o caso envolve animais e não pessoas eles continuaram a fazer um trabalho meia boca, deram desculpas dizendo que como os gatos eram de rua isso complicava seu trabalho, e o assassino provavelmente não enfrentaria a Lei.
Em fevereiro de 2016, a organização de direitos dos animais PETA ofereceu uma recompensa de £ 5.000 a qualquer pessoa que fornecesse informações à polícia sobre o assassino, mas ninguem ligou, vale lembrar que a PETA não é muito respeitada por amantes de animais.
Isto tudo fez com que os moradores  locais assinassem uma petição que alcançou  30.000 assinaturas solicitando um teste do DNA a ser encontrado nos cadáveres na esperança de começar uma investigação. Em março de 2016, nenhum DNA humano havia sido recuperado.
Em abril de 2016 mais 50 ataques foram registrados, coelhos e raposas também foram torturados do mesmo jeito. Até hoje animais continuam a morrer e o assassino não está nem perto de ser pego. 

Na verdade quando se trata de animais você nem precisa escapar da policia para não ser preso, por exemplo no começo de 2016 a policia prendeu os irmãos psicopatas Daniel, de 19 anos, e Andrew Frankish de  22 depois de descobrir acidentalmente um vídeo onde os irmãos aparecem torturando uma cadela buldogue, eles bateram nela, chutaram e jogaram ela da escada, um dos irmãos dando risada disse para o outros tentar fazer o cachorro gritar de dor, ele jogou ela segurando pelas orelhas e passou a pular repetidamente em cima da cadela, que obviamente teve de ser sacrificada meses depois já que ela ficou paraplégica, embora o crime tenha sido descoberto em 2016 ela na verdade aconteceu em 2013.
A policia identificou os irmãos que foram presos, confessaram o crime e...foram soltos logo em seguida, todo mundo que viu o vídeo disse que esse foi o caso mais brutal que eles já presenciaram, mas como torturar animais não é exatamente um crime, eles foram soltos mesmo assim, e com certeza não serão presos.


Não são apenas psicopatas que se safam da lei, pessoas que cometem crimes menores se safam cada vez mais. Esse foi o caso do rapper MC Shan que com sua mentira fez várias pessoas perderem seus empregos.
Tudo começou quando o MC lançou a música "I Pioneered This" em 1988, nela ele disse as seguintes linhas "Puma é a marca porque o Klan faz Troops", em outras palavras ele quis dizer que os tênis da marca Troops eram feitos pela Ku Klux Klan, uma sociedade racista dos E.U.A.
Claro que isso era mentira, na verdade os donos da Troops eram dois irmãos judeus e um coreano, as ultimas pessoas que podiam se juntar a KKK, mas ninguém se importou em procurar saber a verdade e conforme o rumor ia se espalhando as pessoas passaram a parar de comprar os Troops e a jogar fora os que eles já tinham, até mesmo os tênis novos que eles haviam acabado de comprar. Em pouco tempo a Troops faliu e todos que trabalhavam nas fábricas perderam seus empregos.
Anos depois durante uma entrevista Shan disse que ele não havia começado os rumores (ele apenas popularizou eles) e que o motivo dele ter falado aquilo é que ele queria atacar o rapper LL Coll J que era o garoto propaganda da marca.
Shan nunca foi preso por perjúrio e nem processado por sua grande mentira, e a Troops embora tenha falido anos atrás está tentando voltar ao mercado nos últimos anos.


Nos anos 60, no norte da Califórnia um dos assassinos mais famosos de todos os tempos começou sua jornada no mundo do crime, seu primeiro assassinato foi diferente de outros serial killers, isso porque o criminosos já começou matando duas pessoas, dois estudantes que estavam em seu primeiro encontro romântico, o assassino atirou na cabeça do homem, e depois atirou cinco vezes nas costas da mulher. A policia investigou o caso, mas não encontrou nenhuma pista.
Com o passar dos meses mais assassinatos similares aconteciam, no total foram 4 homens e 3 mulheres entre as idades de 16 e 29, além dessas mortes diversas outras poderiam ser obra do assassino, mas a policia não conseguiu provar nada, o caso chamou a atenção da mídia e o assassino resolveu brincar com a policia.
Em 1 de agosto de 1969 o assassino mandou uma carta codificada para a policia através de 3 jornais. A carta continha cerca de 408 símbolos, a policia realmente não foi esperta o suficiente para descobrir o código, mas um casal de Salinas conseguiu, a carta dizia que o assassino estava matando para coletar escravos para a pós-vida, ele também disse que matar pessoas era mais divertido do que caçar animais, porque os humanos é que eram realmente perigosos, as ultimas 18 letras nunca foram solucionadas, e embora o assassino não tivesse dito seu nome, ele assinou a carta como "Zodíaco".
A policia não acreditou que o escritor da carta era quem dizia ser e pediu que ele enviasse mais provas, algo que eles se arrependeram depois. As outras mensagens que o assassino mandou continham detalhes dos assassinatos e uma delas tinha o pedaço da blusa de uma nova vítima e também uma ameaça onde ele disse que iria matar crianças em um ônibus escolar.
Em 9 de novembro de 1969, o Zodíaco enviou uma carta de sete páginas dizendo que dois policiais pararam e realmente falaram com ele três minutos depois que ele atirou em sua mais nova vitima. 
Em 27 de outubro de 1970, o repórter Paul Avery da Chronicle (que vinha cobrindo o caso do Zodíaco) recebeu um cartão de Halloween assinado com uma letra "Z" e o símbolo do círculo cruzado do Zodíaco. Escrita à mão no cartão o assassino disse "Peek-a-boo, você está condenado."
Depois disso o assassino ficou em silencio por três anos., até que em 1974 ele mandou uma nova carta parabenizando o filme Exorcista como a "melhor comédia satírica que eu já vi". Ele terminou a carta com um novo simbolo e novos códigos, que nunca foram solucionados.
Outras cartas foram mandadas mas nunca confirmadas que foram mandadas por ele. No fim os assassinatos parara, a policia investigou várias pessoas (algumas fontes dizem que foi mais de 100 suspeitos) e embora as mortes pararam, a investigação durou até 2014, sofrendo algumas interrupções durante os anos.
Hoje o Zodíaco é uma das maiores lendas do crime, já fizeram filmes sobre ele, artigos em vários jornais, livros (um deles escrito por Gary Stewart onde ele dizia que seu padrasto era o assassino, algo que nunca foi provado) e series de TV. Mas quem ele realmente era a policia nunca conseguiu descobrir.

Curtiu a matéria? Então curta também o nosso Facebook: Real World Fatos e veja mais matérias engraçadas e interessantes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...