sexta-feira, 12 de maio de 2017

Esses personagens existiram de verdade?

Ficção ou realidade? Devido a histórias contadas em livros, revistas, filmes e teatros, a linha entre realidade e imaginação pode ficar um pouco confusa, muita gente já virou fã de personagens clássicos como Sherlock Holmes e Robin Hood, mas elas nunca pararam para se perguntar se esses personagens realmente viveram algum dia, ou pelo menos foram inspirados em alguém de verdade. Bom, agora você vai saber.
Confira se alguns dos personagens mais famosos da história existiram de verdade.

Quem nunca ouviu a lenda de Robin Hood, o ladrão arqueiro que rouba dos ricos para dar aos pobres? Parte do folclore ingles o personagens já virou livro, desenhos, filmes, animação, jogos  e tudo que ele tinha direito. Mas será que o ladrão existiu de verdade?
Bom, não, na verdade Robin Hood é apenas um personagem, um conto que foi inspirado no feito de outras pessoas, acredita-se que o nome Robin Hood tenha vindo da vila de pescadores Robin Hood's Bay, e que um ladrão chamado Robin possa ter realmente feito fama na mesma época dos contos de Robin Hood, mas o personagem não existiu de verdade, existiram vários ladrões que podem ter inspirado suas lendas, mas nenhum deles foi o verdadeiro Robin Hood.

Sherlock Holmes é o maior detetive de todos os tempos, usando suas técnicas de dedução ele e seu fiel amigo Watson resolviam os crimes de Londres e ganhavam fama e inimigos por ande passavam. Porém, Sherlock nunca realmente existiu.
Criado por Arthur Conan Doyle o personagem fez sucesso quando suas histórias foram publicadas em um jornal, mas Holmes e Watson nunca existiram, pelo menos não daquele jeito, o personagem foi inspirado em alguém de verdade, na verdade o detetive foi inspirado em duas pessoas: Joseph Bell foi um cirurgião que segundo Doyle conseguiu dizer fatos depois de apenas alguns minutos de observação, ele também ajudou a policia em alguns casos mesmo não sendo policial. O "outro Holmes" foi Henry Littlejohn, um cirurgião e cientista forense que também ajudou a resolver casos quando ele era cirurgião da policia.
Mesmo assim por incrível que pareça segundo uma pesquisa feita em 2008 quase 58% dos britânicos acham que Sherlock era de verdade. O cara pode ter sido o maior detetive da ficção mas seus conterrâneos não são tão espertos assim.

Joseph Bell

Henry Littlejohn


Quem não conhece o Drácula, imortalizado em um romance de 1897 o vampiro já apareceu em todos os tipos de mídia e até hoje as pessoas se lembram dele. Drácula foi escrito pelo autor Bram Stoker e embora nunca tenha existido de verdade (quem diria?) ele foi possivelmente inspirado em alguém de verdade.
Vlad III o Empalador foi príncipe da Valáquia por três vezes, governando a região em 1448, de 1456 a 1462 e em 1476. Vlad ganhou seu apelido por matar seus inimigos enfiando uma estaca no ânus ou vagina deles e fazendo ela sair pela boca, a vitima sofria até morrer de dor, Vlad também era conhecido como Alucard que de traz pra frente vira o seu outro apelido "Drácula". Na verdade seu apelido de verdade era Vlad Dracul (Vlad o Dragão), mas devido ao sucesso do romance as pessoas de hoje em dia chama ele apenas de Empalador para não confundir as coisas.

Vlad III
Jack, o Estripador foi um serial killer que matou pelo menos cinco mulheres nos anos de 1880, ou será que é tudo ficção? Nesse caso não, Jack realmente existiu, só que ninguém sabe quem ele foi. Na época dos assassinatos matar prostitutas era algo relativamente comum, por isso a policia não deu muita atenção aos seus crimes até ser tarde demais.
O "Pai dos Serial Killers" nunca foi pego, e até hoje ninguém sabe quem ele era, existem mais de 100 teorias sobre quem ele poderia ter sido, mas nenhuma é oficial.

Romeu e Julieta, provavelmente o casal mais famoso de todos os tempos, até hoje seus nomes são sinônimo de amor verdadeiro. Nascidos em famílias rivais, Romeu e Julieta lutam para ficar juntos, mas no fim, devido a um grande engano, ambos acabam se matando.
A história dos amantes foi popularizada por Shakespeare em 1590, mas ela já existia antes disso, embora os personagens nunca tenham existido acredita-se que eles possam ter sido baseados na história de Pyramus e Thisbe, que também eram dois amantes que não podiam ficar juntos e por um acidente eles se mataram. Esse casal também é ficcional.

Pyramus e Thisbe
Não podemos falar de romance sem falar de Bonnie e Clyde, o casal lendário de ladrões que juntos com sua gangue inspiraram muito gente. Segundo a história esse jovem casal cometeram vários roubos, sempre correndo da policia, mas esse casal existiu de verdade?
A resposta é sim. Bonnie Parker e Clyde Barrow foram de carne e osso, nos anos 30 os dois, juntos de sua gangue, cometeram diversos assaltos, e ganharam atenção na mídia. mas no fim eles foram metralhados pela policia sem dó, colocando um fim na lenda.

Van Helsing, o caçador de monstros ganhou fama quando apareceu como o personagem principal do livro Drácula. Ele e seus descendentes apareceram em diversas mídias desde então. Mas será que o caçador de monstros existiu? Surpreendentemente sim, ele pode ter existido mas não do jeito que ele aparece nos filmes e livros.
De acordo com alguns historiadores, o escritor Bram Stoker baseou o personagem no pastor luterano Georg Andreas Hewing, que também "caçava" monstros, o pastor escreveu alguns contos sobre vampiros e ele possivelmente acreditava que eles fossem reais, ele atá descreveu uma luta imaginaria entre camponeses e vampiros como se fosse real. 

Hewing
A Turma da Monica existiu? Todo mundo sabe que a Monica é filha do Mauricio de Sousa, o criador da turminha, isso levou muitos a se perguntarem se o resto dos personagens também existiram de verdade, e para muitos deles a resposta é sim, eles existem, mas vamos focar nos quatro principais.
Monica - Na vida real Monica Sousa é a segunda filha de Mauricio, durante sua infância ela serviu de inspiração para a personagem, ela era gordinha, bravinha, não tão dentucinha, mas ela tinha um coelho amarelo de pelúcia que inspirou o Sansão.
Magali - Magali Sousa é a irmã da Monica na vida real, quando criança ela era meiga e comilona, o que serviu de inspiração para a personagem.
Cebolinha - Foi um amigo de infância de Mauricio, chamado Luiz ele trocava o R pelo L e, por causa do cabelo espetado, foi apelidado de Cebolinha pelo pai de Maurício. Até hoje é chamado de Cebola em Mogi das Cruzes (SP), onde ainda vive.
Cascão - Outro garoto da infância de Mauricio que não gostava de ficar limpo, Mauricio e ele não eram grandes amigos, e Mauricio nem ao menos se lembra do nome verdadeiro dele.

Monica Sousa
Magali Sousa
Cebolinha

Com sua espada, chicote e cavalo, o personagem Zorro fez a alegria de muita gente com seus livros, quadrinhos, desenhos e filmes. Don Diego de La Vega é um personagem mexicano, que lutava contra o controle espanhol sobre o México, sempre deixando sua famosa marca "Z" em seus inimigos.
mas Zorro nunca existiu de verdade, o personagem é fictício mas baseado em fatos reais, o "Zorro da vida real" seria o ladrão Joaquin Murrieta, também chamado de Robin Hood do El Dourado foi uma figura lendária da Califórnia durante o período da febre do ouro, ele era um bandido que assim como Zorro lutava pelo bem do povo e contra a colonização de seu povo. Murrieta foi assassinado e virou uma lenda local, fizeram livros e músicas em sua homenagem e sua história pode ter sido uma grande inspiração para o Zorro.

Murrieta

Se você joga vídeo-games já deve ter ouvido falar da saga Assassin's Creed, nela duas facções conhecidas como Assassinos e Templários lutam para ajudar o mundo, cada um do seu próprio jeito. Mas será que assassinos e templários existiram? Surpreendentemente sim.
Os Templários foram um grupo militar cristão fundados em 1119 que ficou ativa até 1312, eles participaram principalmente das cruzadas, porém no fim os templários perderam sua reputação e foram caçados, presos e mortos. O Papa Clement V desfez a ordem ao sofrer pressão do Rei Philip.
Já os Assassinos eram chamados de Hashshashin, eles eram parte de uma ordem persa secreta que, como não tinha um exército, preferiam lutar nas sombras e espionar seus inimigos. Fundada em algum lugar no ano de 1094 os Assassinos ficaram ativos por quase 300 anos, eles conseguiram matar várias figuras importantes como Sultões e líderes das cruzadas. mas assim como os templários os Assassinos se desfizeram depois de uma invasão Mongol.

Templário

Assassino

Curtiu a matéria? Então visite e curta o nosso Facebook: Real World Fatos, lá você vai ver as outras principais matérias do blog, de segunda a sábado tem sempre algo interessante ou divertido para ver.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...