terça-feira, 1 de agosto de 2017

Curiosidades e fatos sobre Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

Stan Lee, o mestre dos quadrinhos (e das participações especiais), já vem trabalhando com heróis desde os anos 60. Se você é fã da Marvel ou do artista continue lendo e aprenda mais sobre esse escritor, editor, produtor, ator e apresentador.

O nome de batismo de Stan Lee é Stanley Martin Lieber. Ele sempre achou que algum dia ele escreveria um grande romance, então ele usou o apelido para assinar seus quadrinho porque ele não queria que seu nome de verdade fosse associado a essas coisas de criança, mas depois do sucesso estrondoso de seus quadrinhos ele ficou tão famoso com seu apelido que ele mudou legalmente seu nome para Stan Lee.

Stan Lee entrou para o Exército em 1942, ele serviu durante a Segunda Guerra Mundial como parte do Signal Corps, seus afazeres incluíam escrever manuais, roteiros de filmes de treinamento e  também slogans para os Aliados da Segunda Guerra Mundial.

Stan Lee é conhecido por trabalhar na editora Marvel, mas ele também já escreveu para a rival DC Comics. Ele trabalhou na série "Just Imagine..." onde ele foi convidado a reimaginar os maiores nomes do universo DC incluindo Batman, Super-Homem, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash e Robin. Lee fez as histórias usando seu próprio estilo e histórias novas para a origem dos personagens, e claro, uniformes novos.


Embora Stan Lee seja o rosto da Marvel o cara já escreveu e até fundou suas próprias editoras. Um dos primeiros empregos de Lee foi escrevendo obituários, depois Stan começou sua carreira na Timely Comics que anos depois viria a ser a Marvel Comics e ele trabalhou como freelancer para a DC Comics. 
Depois de sair da Marvel Lee fundou a Stan Lee Media, mas tudo deu errado, o "amigo" e sócio de Lee Peter Paul estava na verdade roubando dinheiro e fazendo promessas vazias bem debaixo do nariz de Lee, o cara fugiu para o Brasil para não ser preso e a Stan Lee Media declarou falência, embora a empresa use o nome de Stan Lee, ele mesmo não tem mas nada a ver com a empresa.
Depois disso o Rei dos Quadrinhos fundou a POW! Entertainment, a sigla significa Purveyors of Wonder ou Provedores de Maravilhas, Stan também escrevia para o Stan Lee's Sunday Comics.
Além de quadrinhos Lee já teve suas obras adaptadas para desenhos, jogos e filmes, ele também já escreveu um mangá, chamado Karakuri Dôji Ultimo em parceria com Hiroyuki Takei.

Um dos primeiros personagem criado por Lee foi o "The Destroyer", o personagem tem uma história similar a do Capitão América: Keen Marlow era um jornalista americano que estava atrás das linhas inimigas durante a II Guerra Mundial, ele foi capturado pelos nazistas, e dado um protótipo de um super soro por um cientista alemão que se opôs aos nazistas. Ele escapou de seu confinamento e usou suas habilidades para lutar contra os nazistas durante a guerra.

Se não fosse por Stan Lee drogas e violência não poderiam nem ser citadas nos quadrinho. Durante os anos 70 Lee escreveu histórias que foram vetadas pela  Associação Americana de Revistas em Quadrinhos porque elas continham referencias a drogas. Essa associação era considera a autoridade suprema do mundo das HQ's, mas Stan lançou as revistas mesmo sem a aprovação e surpreendentemente as vendas foram boas, tão boas que fizeram outras editoras ignorar as regras e consequentemente a AARQ mudou suas políticas.


Se você ainda não havia notado aqui vai outra curiosidade, grande parte dos personagens criados por Lee tem a mesma inicial no nome e sobrenome, isso inclui: Bruce Banner, Reed Richards, Sue Storm, Stephen Strange, Otto Octavius, Silver Surfer, Peter Parker, J. Jonah Jameson Jr., Scott Summers, Matt Murdock, Black Bolt, Fin Fang Foom, Milly the Model, Happy Hogan, Curt Connors, Dum Dum Dugan, Green Goblin, Pepper Potts, Victor Von Doom e Man Mountain Marko, e ainda tem mais.
Segundo o próprio escritor o motivo para fazer isso é porque ele tem "a pior memoria do mundo", segundo Stan Lee: "Seria difícil para você acreditar nisso, porque eu pareço tão perfeito: tenho a pior memória do mundo. Então, finalmente descobri, se eu pudesse dar um nome a alguém, onde o sobrenome e o nome começassem com a mesma letra como Peter Parker, Bruce Banner, Matt Murdock, então, se eu pudesse me lembrar de um nome, isso me deu uma pista sobre o qual era o outro, eu sabia que começaria com a mesma letra".


A memória de Lee é tão ruim que mesmo com esse sistema ele ainda comete erros, uma vez enquanto escrevia revistas do Hulk, Lee acidentalmente chamou o personagem Bruce Banner de Bob (apelido para Robert), como além de escritor ele também era editor ninguém notou o erro e a revista foi impressa assim mesmo. 
Ao invés deles pedirem desculpas pelo erro eles resolveram simplesmente mudar o nome do personagem que passou a se chamar Robert Bruce Banner.

Já que Stan Lee recebe créditos de produtor executivo em praticamente todos os filmes da Marvel (incluindo aqueles para personagens que ele nem criou, como Capitão América), isso faz dele o cineasta com a maior bilheteria da história.

Mas não se engane, Stan não recebe nenhum centavo desses filmes, embora Lee seja o criador dos personagens o direito deles pertence a Marvel e também a Disney, Lee não ganha absolutamente nada desses filmes.
Claro que isso já gerou muita confusão, e Stan Lee Media já tentou processar a Marvel, a Disney e a POW! pelo direito dos personagens mas não teve sucesso.

Embora Stan seja o rosto da Marvel, ninguém sabe exatamente qual tipo de contrato ele tem com a editora, sabe-se que Lee tinha um Contrato Vitalicio com a Marvel onde, embora ele não tivesse nenhum poder dentro da editora, ele seria o rosto da marca, indo em convenções em coisa do tipo, algumas fontes dizem que Lee estava sendo pago 1 milhão por ano com esse acordo. 
Mas depois que a Stan Lee Media falhou em processar a Disney um juiz disse que o Contrato Vitalicio de Lee não era legal de acordo com as leis californianas, se ele ainda está sendo pago pela Marvel ou não ninguém sabe.
Mesmo assim Stan "The Man" Lee tem uma fortuna avaliada em 50 milhões, nem perto dos bilhões de dólares que os filmes da Marvel e Fox estão fazendo em bilheterias.

Embora Stan seja uma lenda entre os amantes dos quadrinho, ele ficou famoso entre os não amantes das HQ's graças a suas cameos, ou participações especiais em seus filmes da Marvel, Sony e Fox, segundo o cara ele quer ultrapassar Alfred Hitchcock no número de participações especias.

Suas participações na verdade começaram nos quadrinhos e não na TV quando ele e outros artistas se colocavam nas HQ's como personagens. Segundo Lee ele nunca pede para participar dos filmes, se as produtoras não convidarem ele, ele não aparece.


Já a primeira participação de Stan Lee em carne e osso foi em O Julgamento do Incrível Hulk de 1989, onde Lee interpretou um dos jurados, foi aí o começo de sua carreira de participações especiais.


Stan já fez participações em filmes que não tem nada a ver com heróis como por exemplo "O Diário da Princesa 2: Casamento Real" e a série de TV "The Big Bang Theory", ele também já apareceu em diversos desenhos animados como "Os Simpsons".
Por outro lado já fizeram vários filmes baseados na Marvel em que Lee não foi convidado a participar como por exemplo Logan (que aparentemente cortou a cameo dele) e o reboot de Quarteto Fantástico, sem contar os filmes mais antigos como Capitão América de 1979, Quarteto Fantástico de 1994 a série do Incrível Hulk. Diga-se de passagem foi muito bom Lee não aparecer nesses filmes, já que desses apenas Logan ganhou notas boas nas criticas.


Stan gosta tanto de suas participações que ela já disse que se a DC (a maior rival da Marvel) chamasse ele para fazer uma cameo, ele ficaria feliz em fazer, os fãs, claro, querem ver isso acontecer, mas como a DC está passando por momentos difíceis no cinema, isso fica difícil de acontecer.
Fontes; Link 1, Link 2

Visite nosso Facebook, não se esqueça de curtir e compartilhar nossa matérias.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...