Loading...

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

As pessoas mais azaradas do mundo

Você acredita em azar? Se a resposta é sim ou não, isso não importa porque não tem como você negar que essas pessoas simplesmente parecem que nasceram sem sorte. Conheça alguma das pessoas mais azaradas do mundo.

Segundo as tradições é azar ter uma mulher em um barco, e Violet Jessop é o exemplo perfeito disso, em 1911 ela trabalhava no navio Olympic, no dia 20 de setembro o navio colidiu com outra embarcação e afundou, Violet sobreviveu. Mesmo com o susto ela resolveu voltar a trabalhar em navios, afinal a chance de outro navio afundar com ela dentro era muito baixa, então ela conseguiu emprego em uma ótima embarcação...o Titanic.
Você já deve ter imaginado o que aconteceu, depois de sobreviver a mais um desastre Violet desisitiu do mar e se tornou enfermeira, mas depois de alguns anos em 1916 ela foi trabalhar no navio Britannic como enfermeira, o navio atingiu uma mina e afundou rapidamente, mas ela sobreviveu, se machucou mas viveu para contar a história. 
Ela faleceu de ataque cardíaco aos 84 anos.

Jason e Jenny Cairns-Lawrence são azarados de primeira qualidade, turistas ingleses eles decidiram visitar Nova York, até aí tudo bem, mas durante a sua visita ocorreu o ataque de 11 de setembro. O casal sobreviveu e 4 anos depois eles estavam em Londres comemorando um feriado quando ocorreu outro ataque terrorista com homens bombas. Em 2008 eles foram para Mumbai, e por mais inacreditável que pareça, eles estavam lá quando a cidade foi atacada por terroristas.
Eu recomendo um divorcio e se esconder em um buraco.


Ann Hodges estava tirando uma soneca em seu sofá em uma casa alugada, o ano era 1954, do nada uma pedra rasga o seu telhado e cai em sua perna deixando um grande hematoma, um acidente bizarro, mas fica ainda pior, depois de analisar a pedra ela descobre que ela era diferente, era na verdade um meteorito. Até hoje ela é a única pessoa da história que foi azarada o suficiente para ser atingida por um meteorito.
Mas o azar continuou, a Força Aérea dos E.U.A roubou a pedra, depois de contratar um advogado ela e seu marido conseguiram ela de volta, mas a dona da casa queria a pedra pra pagar pelo estrago do telhado. Depois de muitas batalhas judiciais ela resolveu simplesmente doar a pedra pra um museu.


Todo natal na Espanha tem o El Gordo, uma loteria local, e em 2011 uma vila de 69 casas decidiu apostar na loteria, e surpreendentemente todos ganharam, o que menos acertou os números ainda lucrou $130.000. Então qual foi o azar? É que existem 70 casas na vila.
Conheça Costis Mitsotakis, o único morador da vila que não ganhou na loteria, mas tudo bem, como seu azar lhe tornou famoso ao redor do mundo ele planeja produzir um documentário sobre o ocorrido. Um simples bilhete de 4 euros lhe daria um premio de 83.000 euros.


Um raio nunca cai duas vezes no mesmo lugar, na verdade cai, que diga a cabeça do guarda florestal Roy Sullivan. O cara foi atingido por um raio não uma, não duas mas sete vezes. Ele era dono do Recorde Mundial Guinness de Pessoa Mais Atingida por Raios no Mundo. Pra se ter uma ideia do azar, vamos fazer as contas: as chances de ser atingido por um raio uma vez na sua vida são aproximadamente 3.000 a 1. Ser atingido sete vezes tem probabilidades de cerca de vinte e dois septilhões para um. São 22.000.000.000.000.000.000.000.000 para 1. 
Para piorar ainda mais, quando Roy foi atingido ao pescar um urso tentou roubar o salmão que estava na linha e ele ainda teve de brigar com o urso para recuperar ele.


A mulher mais azarada da America não teve de enfrentar apenas um furacão, foram quatro no total, e todos destruíram a sua casa. Teve o Betsy em 1965, Juan em 1985, George em 1998 e Katrina em 2005, esse é o preço de se viver em uma área de inundação na Louisiana.


John Lyne recebeu o apelido de "Homem mais azarado do Reino Unido" e não é por menos, ele já sofreu 16 acidentes incluindo ataques de raios, uma pedra que caiu de uma mina nele e três acidentes de carro, e ainda houve uma vez que uma pedra, impulsionada por uma catapulta, bateu na boca dele quebrando oito dentes.
Seu azar é de nascença mesmo, quando ele nasceu não sabiam se ele iria sobreviver. Ele tinha pulmões subdesenvolvidos e precisava de esteroides e cuidados especiai, mas ele sobreviveu. Quando ele tinha 18 meses de idade, ele bebeu de uma garrafa que encontrou no banheiro de sua avó, infelizmente, ela continha desinfetante, e ele teve de ser levado para o hospital. Mas seu incidente mais famoso ocorreu quando ele era adolescente. Depois de quebrar o braço caindo de uma árvore, ele foi ao hospital para tratamento, no caminho de casa do hospital, o ônibus que ele estava viajando sofreu um acidente então ele quebrou o mesmo braço novamente em um lugar diferente, curiosamente esse acidente ocorreu em uma sexta feira 13.


Tsutomu Yamaguchi é o único azarado oficialmente reconhecido que sofreu duas explosões atômicas, a de Hiroshima e Nagasaki no final da Segunda Guerra Mundial.
Em 6 de agosto de 1945, Yamaguchi, um jovem engenheiro, visitava Hiroshima. Segundos depois de sair de um bonde às 8h15, ele viu um enorme flash de luz e foi derrubado no chão e desmaiou graças a força da bomba quando ela detonou a 600m acima da cidade. Às 11.02 da manhã, e mais uma vez a menos de duas milhas do centro, Yamaguchi viu um flash familiar de luz. Desta vez, uma bomba de plutônio de 25 quilos explodiu acima de Nagasaki, jogando Yamaguchi no chão novamente. 
Embora ele tenha sobrevivido enquanto muitos de seu povo morreram, ele ficou completamente surdo em uma orelha, suas feridas na pele tiveram de ser enfaixadas por 12 anos e sua esposa foi envenenada pela radiação. Ela morreu em 2008, com 88 anos, de câncer de rim e fígado. Seu filho, exposto à radiação de Nagasaki aos seis meses de idade, morreu em 2005, com 59 anos de idade.
Antes da morte do câncer de estômago, Yamaguchi tornou-se um ativista de armas anti-nuclear.



Jeanne Rogers é mais uma que nasceu sem sorte, primeiro ela tem a honra de ter sido atingida por um raio, e depois por mais outro. Quando tinha 18 anos, Rogers estava com um amigo em um navio de cruzeiro tirando fotos. Ela recuou um pouco longe demais e caiu no oceano. Sua amiga correu para obter ajuda, mas escorregou e desmaiou ao bater a cabeça, então ela ficou lá boiando, esperando a ajuda que nunca vinha. Depois de recuperar a consciência, o amigo de Rogers pegou o barco para buscá-la.
Anos depois, ela estava caminhando pela rua com o filho que de repente gritou: "Mamãe, pássaro engraçado!" logo em seguida um morcego agarrou seu couro cabeludo. Em pânico, ela começou a bater freneticamente nas portas para obter ajuda, mas cada vez que alguém respondia ao seu chamado eles ficavam com medo e gritavam. Os gritos irritaram e confundiram o morcego, que começou a se irritar e atacar com mais veracidade. Seu amigo não queria dirigir ela até o veterinário, mas deixou ela pegar o carro emprestado.
Além disso ela já foi  assaltada, atiraram nela, ela foi estrangulada e caiu em um poço aberto. "Morrer não me assusta, mas a vida me assusta", disse Rogers durante uma entrevista.



Frane Selak se diz o "Homem Mais Sortudo do Mundo" por que ele quase morreu várias vezes, mas pra mim ele é azarado mesmo, e todo o seu azar se resume a transportes.
Em janeiro de 1962 Selak estava viajando de trem de Sarajevo à Dubrovnik. De repente, o trem descarrilhou, submergindo em um rio congelado, matando 17 passageiros. Selak conseguiu escapar com somente um braço quebrado. No ano seguinte, enquanto estava viajando de avião de Zagreb à Rijeka, a porta abriu-se jogando-o juntamente com dezenove outros passageiros para fora do avião, matando todos, menos ele, que milagrosamente caiu em cima de fenos em uma fazenda, sofrendo apenas alguns arranhões. Em 1966, ele estava viajando em um ônibus que bateu e submergiu em um rio. Quatro passageiros morreram e Selak sobreviveu, sem ferimentos. Em 1970, escapou antes que uma bomba de gasolina defeituosa explodisse, deixando seu carro em chamas. Em 1973, outro carro de Selak pegou fogo no motor, fazendo com que chamas saíssem através da ventilação, o que fez com que ele sofresse poucas queimaduras e perda de uma parte de seu cabelo. Em 1995, ele foi atropelado por um ônibus em sua cidade, mas não sofreu grandes sequelas. Em 1996, ele foi obrigado a jogar seu carro de um barranco, porque um caminhão desgovernado estava vindo na direção contrária. Mesmo assim, conseguiu saltar e se segurar em uma árvore, fazendo com que seu carro explodisse 90 metros abaixo dele. 
Em 2003, ele ganhou U$ 1,000,000 de dólares na loteria Croata, e declarou que "sabia que Deus o estava observando todos esses anos". Ele se negou a fazer um voo para a Austrália para gravar um comercial da Doritos, alegando que "não queria testar sua sorte novamente".


Você não gosta de sua escola, para Regina as coisas foram muito piores do que pra qualquer outro.
Regina Rohde era uma estudante do ensino médio na Columbine High School durante o massacre escolar 1999. Na verdade, Regina estava na lanchonete onde os perpetradores abriram fogo e ela foi forçada a correr por sua vida. Oito anos depois, Regina encontrou-se em uma situação muito parecida. Ela era uma estudante de graduação na Virginia Tech quando outro tiroteio horrorizou uma nação. Por sorte, Regina não deixou sua casa na manhã do tiroteio da Virginia Tech, de modo que foi poupada dos tiros.


Walter Summerford, um esportista americano foi atingido três vezes em sua vida por um raio, até ai nada demais já que outros foram atingidos mais vezes, o problema veio após sua morte, quando sua lápide também foi atingido por um raio.


Ramon Artagaveytia nasceu com o mar em seu sangue. Ele foi criado no Uruguai por uma família há muito tempo associada ao oceano, a Enciclopédia Titanica afirma que seu pai era dono de um  remo que lhe tinha sido dado por seu pai, que afirmou que a família "sempre sobreviveu" graças ao mar. Mas Ramon não tinha tanta sorte, o mar queria mesmo era mata-lo , ele estava no América quando o navio afundou e ainda por cima pegou fogo. Com 164 passageiros, 65 sobreviveram. Ramon, depois do incidente, ficou traumatizado e ficou longe do mar nos próximos 40 anos. Eventualmente, no entanto, Ramon superou seu medo de viajar no oceano a tempo de visitar seu sobrinho no consulado uruguaio em Berlim, em 1912. De repente, ele decidiu desviar-se e visitar os Estados Unidos. Apesar de sofrer pesadelos vívidos e traumatismos bastante sérios, ele empurrou, superou seus medos e embarcou em um navio para levá-lo pelo Atlântico, o navio era moderno e seguro, ele se chamava Titanic, Ramon faleceu naquela viagem.

Real World Fatos também está no facebook, clique aqui e deixe a sua curtida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...