terça-feira, 15 de maio de 2018

Curiosidades sobre Chaves, a série mais amada do Brasil

Não existe um brasileiro que não tenha assistido um episódio da série Chaves, ele é o programa mais popular do país e já está no ar a décadas. Mas mesmo com todos os seus fãs, ainda existem muitos segredos sobre a série que as pessoas não conhecem.
Confiram agora algumas curiosidades sobre Chaves e sua turma.


Vamos começar com a mais importante de todas: qual o nome do personagem Chaves? Para quem não sabe a série foi criado no México por Roberto Gómez Bolaños (chamado de Chespirito por seus amigos e fãs), só que la o nome da série é bem diferente ela se chama El Chavo del Ocho, em espanhol Chavo não é um nome é uma gíria para garoto, ou seja o personagem não se chama Chaves, ele nunca teve um nome revelado na série.
Mas se você se sente enganado fica ainda pior se você é português, lá o seriado se chama O Xavier.

E já que estamos falando do órfão favorito do Brasil como você deve ter imaginado ele não mora realmente em um barril, ele mora na casa da vila número 8 (daí o nome El Chavo del Ocho ou O Garoto do 8), a Casa número 8 ficava entre os dois pátios, no corredor, mas nunca era vista.
Mas tem um motivo para esse número, a série foi criada pelo canal Televisa que era o canal número 8, por isso o nome do programa. Segundo o livro escrito por Roberto chamado "El Diario del Chavo del Ocho" por ser órfão o Seu Barriga deixava ele morar de graça na Vila.


Mas a casa do Chaves não é a única com número famoso, afinal a Bruxa do 71 era chamada pelo número da casa, mas por que 71?  Porque o primeiro episódio de Chaves, que no início era apenas um quadro do programa “Chespirito”, foi ao ar no dia 20 de junho de 1971. A atriz que faz a Dona Clotilde, Angelines Fernández, começou a trabalhar com Chespirito nesse mesmo ano.

Embora a Dona Clotilde fosse uma senhora boazinha sua atriz na vida real era bem hardcore, ela chegou a lutar nas guerrilhas contra o ditador Francisco Franco, durante a Guerra Civil Espanhola. Foi fugindo da perseguição espanhola depois da guerra que ela encontrou sua vocação, Angelines foi para o México em 1947, em seu novo país, conheceu o mundo do teatro e nele, Roberto Gómez Bolaños.
Além disso quando era mais jovem a atriz foi votada a atriz mais linda do país.

Se na sério o Seu Madruga sempre fugiu da Dona Clotilde na vida real não era assim, ela e Ramón Valdés compartilhavam uma forte e sólida amizade fora das câmeras e quando Ramón faleceu, ela foi a única a permanecer junto dele até o fim do funeral.

Outro personagem que sofreu uma grande mudança no nome na versão brasileira foi o Seu Madruga, no original ele se chama Don Ramón, um apelido para o nome verdadeiro do ator, Ramón Valdés.
Segundo o dublador brasileiro de Seu Madruga, o Carlos Seidl:
"Seu Madruga foi um nome inventado por nós. Eu não saberia dizer quem sugeriu, mas o Gastaldi (dublador do Chaves e Chapolin) tinha decidido inventar um nome melhor que Don Ramón e nos comunicou que seria Seu Madruga porque ele achava que tinha a cara do personagem. Escolheu-se "Madruga" por ele ser um cara que não gosta de trabalhar e ter uma cara meio amanhecendo, de quem virou a noite na madrugada", explica Carlos.

Na verdade quase ninguém conhece os nomes verdadeiros dos personagens da série, então aqui vai uma lista:
Chaves - Nome verdadeiro nunca foi revelado
Quico - Frederico Matalascayando y Corcuera
Chiquinha - Chilindrina "Francisca"
Dona Neves - Nieves Frías Viúda de Lemón Aguado
Seu Madruga - Ramón
Dona Florinda - Florinda Corcuera y Villalpando
Nhonho - Febronio Barriga Gordorritúa
Senhor Barriga - Zenón Barriga y Pesado
Professor Girafales - Inocêncio Girafales
Jaiminho - Jaime Garabito

Você se lembra quando a Chiquinha foi morar com suas tias no interior? O que acontece é que sua atriz engravidou e teve de sair da série, até aí nada demais já que atrizes fazem isso até hoje, o estranho é que em um episódio a Chiquinha apareceu grávida!
Maria Antonieta de las Nieves gravou a série até prestes a dar à luz, e sua barriga avantajada chamou a atenção do público. A solução foi usar a barriga em cena. Na versão inédita da história no Brasil, em que Chaves mata insetos com gasolina, gravada em agosto de 1973, Chiquinha fingiu estar gorda por comer demais, porém dentro da barriga havia seu primeiro filho:
"O último programa que fiz grávida foi um em que eu comia sozinha um enorme bolo que a Bruxa do 71 havia preparado para meu papai, Seu Madruga. A última imagem foi fechada em minha barriga, que era de oito meses de gestação. Claro, supunha-se que a barriga tinha se formado por eu ter comido todo o bolo", conta a atriz em sua autobiografia.

Interpretada por Florinda Meza, Popis foi uma das personagens inseridas na série apenas para cobrir o desfalque ocasionado pelo afastamento de Maria de las Nieves (Chiquinha) e no início tinha a voz fanha, mas isso não durou. 
Um homem disse a Bolaños que não iria mais ver a série porque seu filho tinha esse problema e as outras crianças começaram a tirar sarro dele na escola. Popis então sumiu por um tempo e voltou reformulada, com a voz normal. 
Mas na versão brasileira foi o contrário: no início ela não era fanha, mas nos episódios seguintes passou a ser.

Tangamandapio, a cidade citada pelo carteiro Jaiminho (que foi introduzido na série apenas para substituir o Seu Madruga), realmente existe. É um pequeno município localizado no noroeste do estado Michoacán, no México. 
Em 2012, foi inaugurada na cidade uma estátua em homenagem ao personagem que sempre queria evitar a fadiga.

O ator que interpretava Godinez, Horácio Bolaños, era na verdade irmão do criador da série Roberto Bolaños que interpretava o Chaves, mas infelizmente ele foi um dos primeiros do elenco a morrer, faleceu vítima de infarto em 1999.

Já se perguntou porque a Chiquinha não aparece no desenho do Chaves? É que em 1995, Bolaños (Chaves) se esqueceu de renovar os direitos da personagem Chiquinha, Maria Antonieta de las Nieves então passou a possuí-los. 

Na vila todos (apesar das confusões) são amigos, mas na vida real estava longe disso, muitos dos atores de Chaves não se gostavam. A Chiquinha não foi a única a sair da série, Quico (interpretado por Carlos Villagrán) e o Seu Madruga (interpretado por Ramón Valdés) também abandonaram a série.
No ano de 1978, Carlos Villagrán deixou o elenco do seriado. Ele saiu brigado com quase todos os outros atores do elenco e o motivo de sua saída ainda gera dúvidas. Segundo o próprio Carlos, o sucesso que ele estava obtendo com o Quico teria despertado inveja nos outros atores, que então teriam tentado diminuir o personagem, até que ele foi tirado do programa. Já atores como Roberto Bolaños, Rubén Aguirre e Edgar Vivar disseram que Carlos saiu por vontade própria, pois recebeu uma proposta para fazer seu próprio programa, onde iria ganhar mais dinheiro.
O motivo da saída de Ramón também é incerto, apesar da fama e reconhecimento, em 1979, Valdés se retirou dos programas de Chespirito. Há rumores de que isto foi produto de divergências sobre os salários, enquanto outros afirmam que as diferenças pessoais entre colegas de trabalho foram ficando mais fortes e, eventualmente, implicou uma separação definitiva. Nos bastidores, comentava-se que Ramón estava insatisfeito com a direção do programa e já não trabalhava com a mesma alegria. Em uma entrevista, Esteban Valdés, filho do ator, declarou que a saída de seu pai foi porque Florinda Meza (Dona Florinda), então esposa de Chespirito, queria o controle total sobre o programa. Essa situação teria causado desconforto para Valdés, preferindo receber ordens apenas de Gómez Bolaños, a quem lhe devia sua fama. Sua saída seguiu-se a de Carlos Villagrán, que ocorreu um ano antes. Após deixar o elenco, Ramón ficou um tempo trabalhando em projetos pessoais.

Toda essa confusão porém resultou em algo bom para os fãs, Chaves acabou ganhando Spin-offs (poucos conhecidos pelos fãs brasileiros).
Carlos pretendia fazer um programa solo na Televisa onde faria o Quico novamente, mas não aceitou incluir o nome de Roberto Bolaños como criador do personagem nos créditos. Carlos alegou para isso que ele seria o  verdadeiro criador do Quico e não Bolaños. Porém, Roberto tinha registrado o personagem em seu nome e Carlos havia assinado um documento reconhecendo que Bolaños era o criador do Quico, com isso não houve processo e Villagrán perdeu rapidamente a disputa, ele então foi proibido de interpretar o personagem em várias emissoras de televisão, sem poder fazer o personagem no México e em alguns outros países devido ao veto, Carlos acabou deixando seu país e foi para a Venezuela, Carlos então registrou o personagem em seu nome com outra grafia, "Kiko", como se fosse outro personagem. Na Venezuela, Villagrán fez os "spin-offs" Kiko Botones, Federrico (em referencia o nome verdadeiro do personagem Frederico), Las Nuevas Aventuras de Federrico e ¡Ah que Kiko!
Carlos convidou Ramón para participar de seus programas e ele aceitou, o personagem de Valdez, Seu Moncho, também é idêntico ao de Chaves, Seu Madruga.

Já Chiquinha estreou no Spin-Off  Aquí está la Chilindrina, a série foi dirigida e produzida por Rubén Aguirre (Professor Girafales). Quatro meses de gravação que renderam 8 anos de sucesso em reprises. O cancelamento foi feito por Roberto Gómez Bolaños, tendo em vista sua disputa com Maria Antonieta pelos direitos autorais da personagem principal Chilindrina (Chiquinha).
Nesse programa, Chiquinha é uma menina orfã de 8 anos (assim como o Chaves), que foi abandonada por seus pais quando era apenas um bebê, em um convento. As freiras, sem saber o que fazer diante dessa situação, resolvem adotar a menina, que passa a morar nesse convento, e a causar bastante confusão por lá.

E se você prestar atenção você perceberá que os óculos da garota são falsos, eles não possuem lentes.

As últimas palavras ditas por Ramón Valdez (Seu Madruga) para Edgar Vivar (Sr. Barriga) antes dele falecer de câncer no estomago foram: “Viu? Não paguei o aluguel!”. Na verdade os dois eram grandes amigos na vida real, eles eram até vizinhos. 
Já as últimas palavras de Ramón para Villagran (Quico) que foi visitar ele no hospital foram para ele se acalmar porque eles iriam se encontrar “lá”. Carlos perguntou então se iriam se encontrar no céu, e Ramón brincalhão como sempre disse: “Não, no inferno”.
Curiosamente antes de ser famoso Don Ramón realmente devia aluguel para o seu senhorio, e todas aquelas frases que ele dizia na série como "Só não te dou outra porque..." ele realmente falava elas com sua família antes da série ser criada. Até mesmo suas roupas  foram usadas no personagem, dizem que ele só chegava no set e ia direto gravar sem trocar nada.

Embora pareça que as bochechas de Quico/Kiko sejam falsas, elas não eram, o ator aprendeu a falar com elas cheias de ar sem deixar o ar sair.


O Chaves ama sanduíche de presunto, mas ele quase nunca come ele, dos mais de 500 episódios da série ele só aparece comendo o sanduíche em dois deles.


Uma famosa frase, dita por Chaves no episódio “Vamos ao Cinema” ficou na cabeça dos brasileiros por décadas, na versão dublada em português no Brasil, ele diz que “Teria sido melhor ver o filme do Pelé”. Já na versão original, a frase era: “Hubiera sido mejor haber ido a ver la Película El Chanfle” (Em uma tradução livre “Teria sido melhor ver o filme El Chanfle”). 
Este, no caso, era um filme de comédia dirigido por Enrique Segoviano, que também era diretor das produções de Chaves e Chapolin, e estrelado pelo próprio Bolaños com participação de quase todo mundo do elenco de Chaves. É por isso que o Chaves menciona que Seu Madruga parecia muito com um personagem do filme.
Mesmo assim a piada ficou tão famosa que Roberto Bolaños recebeu uma ligação de Edson Arantes do Nascimento. O melhor jogador revelou que tinha a intenção de fazer um filme com o artista mexicano. O problema foi que Pelé queria que Bolaños atuasse como Chaves, o que impediu a realização do longa.

Outro problemas de tradução na série ocorreu no episodio onde eles viajam para Acapulco que foi traduzido para Guarujá, mas como eles realmente viajaram para o local na série a dublagem (que na verdade foi feita em épocas diferentes e fora de ordem) mudou de volta para Acapulco confundindo muitas pessoas.
Já a presença do Hotel Continental Empório era uma propaganda. De acordo com Edgar Vivar, que interpretou o Senhor Barriga, o hotel era ligado a algum alto funcionário da Televisa e os atores nem sequer descansaram por lá.
Ah e aquele papo de que aquela música no final era uma despedida ao ator do Quico que iria sair da série é a mais pura baboseira, Villagrán chegou a gravar mais alguns episódios depois desse. A "trilogia de Acapulco" foi filmada em 1977 e Quico saiu em 1978.

A icônica música que toca durante o encontro entre Dona Florinda e Professor Girafales na versão dublada para o português é inspirada no tema musical do filme "E o Vento Levou" (Tara's Theme).


Na verdade a série ficou famosa por "roubar" a trilha sonora de outros programas e filmes, principalmente os da Disney.
Dezenas de trilhas sonoras de vários filmes de Walt Disney como Dumbo, Peter Pan, Branca de Neve, Pinóquio, etc eram usadas com frequência durante os intervalos comerciais e sempre que o programa era retomado. Eles também os usariam para fornecer o clima do episódio, mas o tema original da música nunca se conectava com o clima do episódio: Um exemplo é quando Chaves se sentiu sozinho durante o episódio especial em que todo o elenco passou férias em Acapulco, o instrumental para a música tema de Peter Pan "A Segunda Estrela à Direita" foi usada para mostrar sua solidão, mas a música em si era alegre.
Já a canção utilizada na sequência de abertura de El Chavo del Ocho é "The Elephant Never Forgets", composta pelo músico francês Jean-Jacques Perrey em 1970. Por sua vez, a letra desta melodia é baseada na obra "Las Ruinas de Atenas" de Ludwig van Beethoven.


De acordo com o autor Luís Joly, Chapolin e Chaves foram os primeiros seriados do México a serem vendidos para outros países. Dublado em mais de 50 idiomas, Chaves foi veiculado em mais de 100 países. O único país da América Latina que não veiculou o programa foi Cuba.


Mas o programa ficou famoso mesmo foi no Brasil, alguns até acham que ele faz mais sucesso aqui do que em seu país de origem. Curiosamente a última mensagem de Roberto Gómes Bolaños no Twitter foi para o Brasil.


Chaves estreou no Brasil no programa TV Powww!, game show interativo em que o telespectador jogava pelo telefone exibido no SBT, em 1984 com apenas 13 episódios comprados. 
Devido ao enorme sucesso, compraram mais lotes de programas em 1986, 1988 e 1991. Mas pelo menos 4 episódios estão perdidos para sempre devido a problemas de manutenção com as fitas.


Outra curiosidade que ninguém sabe é que alguns dos alunos do professor Girafales tem nomes, mesmo eles nunca tendo falado na série. Há 6 personagens na escola que nunca foram chamados, quatro tem nome: Higino, Elisabete, Iara e Verônica.

Como você já deve ter percebido os atores do seriado tinham alturas e pesos diversos, mas aqui vai a lista dos mais baixinhos para o mais alto (que claro é o Girafales)
Antonieta de las Nieves - 1,55 m 
Roberto Gomez Bolanos - 1,60 m 
Florinda Meza - 1,68 m
Angelines Fernández - 1,69 m
Edgar Vivar - 1,73 m 
Ramón Valdez - 1,79 m 
Carlos Villagrán - 1,79 m  
Rubén Aguirre - 1,96 m 

Embora o Sr. Barriga seja o gordinho da série, o Girafales era mais pesado do que ele devido a altura.


Anna Lílian trabalhava na produção da série, e não tinha nenhum vontade ou pretensão de atuar, mas sua beleza levou a ao papel de Paty. Hoje em dia, ela trabalha como psicóloga.
Devido a esse fato a personagem na verdade foi interpretada por quatro atrizes diferentes.


Bom depois de todas essas curiosidades só falta mesmo falar sobre uma coisa: o começo. Afinal como Chaves começou, e como ele deveria ter terminado? Essa história é grande, então vamos resumir e ir por partes.
O produtor Sergio Pena convidou Gómez Bolaños para o programa Sábados de la fortuna que durava oito horas e continha segmentos de variedades temáticas, tais como atos de magia, concursos e bailes. Seu trabalho consistia em criar novas esquetes de meia hora de duração. Uma delas foi intitulada La mesa cuadrada ou Los supergenios de la mesa cuadrada. Lá atuava Ramón Valdés como Ingeniebrio Ramón Valdés Tirado Alanís, Aguirre como Professor Girafales, Bolaños como Doutor Chapatín e María Antonieta de las Nieves como a apresentadora. Los supergenios consistia em uma paródia dos programas informativos, onde três personagens respondiam à perguntas lidas por María Antonieta que abordavam temas populares do momento. Devido o sucesso de Los supergenios, os produtores da rede concordaram em estendê-lo como programa independente que foi ao ar por dois meses. Apesar do êxito de Los supergenios, seu criador decidiu cancelar.
Los supergenios mudou de nome para Chespirito, um novo programa formado por vários segmentos cômicos, entre eles El Chapulín Colorado, uma paródia dos famosos heróis dos quadrinhos, Los Caquitos e Los chifladitos (onde neste, Bolaños protagonizava novamente com Aguirre). Por causa da renovação de contrato temporário de Aguirre com o canal 2, o primeiro teve que conceber um novo esquete que servira como substituição de Los chifladitos. Este passaria a se chamar El Chavo.


Com base no esquete El Chavo, Bolaños elaborou um esboço com um enredo sem seguir uma cronologia com outra história, onde um garoto pobre de oito anos de idade discutia com um vendedor de balões em um parque. Ele interpreta a criança, enquanto o outro personagem recairia à Valdés. Essa foi a primeira versão dessa série tão adorada.
Depois disso mais personagens foram chegando e a série que era apenas um esquete ficou tão famosa que ganhou seu próprio programa.
O primeiro capítulo de El Chavo del Ocho foi transmitido em 1971. O esquete mais antigo que se tem noção é El ropavejero. Neste aparece apenas Valdés, María Antonieta de las Nieves e Gómez Bolaños interpretam seus respectivos personagens, apenas no capítulo La fiesta de la buena vecindad aparecem alguns dos personagens principais restantes. Além disso, em Los muebles de don Ramón, o personagem Senhor Barriga adquiriu este apelido por ser referido como "el señor" e ter como Barriga, seu prenome. Em apenas 3 anos, El Chavo del Ocho conseguiu se expandir, sendo transmitindo em outros países com altos índices de audiência. Era o começo de uma nova era da televisão mexicana.


Com esse sucesso todo já se perguntou quanto ganhavam os atores da série? Eles nunca falavam abertamente sobre isso mas durante uma entrevista Rubenz disse: "Nosso horário era entre 12 e 14 horas de gravação, todos os dias, uma semana por mês. Eles me pagaram 650 pesos e, 30 anos depois, 1.500 pesos".
E já que estamos falando de dinheiro se o Seu Madruga realmente devesse dinheiro para o Sr. Barriga, ele precisaria pagar 650 mil pesos, esse é o valor equivalente a 14 meses de aluguel para uma casa do tamanho da dele em uma vila privada.


A coisa mais confusa sobre a série porém são seus episódios, entre regravações e episódios perdidos fica difícil colocar tudo em ordem, mas vamos tentar. Acredita-se que no total mesmo Chaves tenha mais de 595 episódios exibidos entre 26 de fevereiro de 1973 a 12 de junho de 1992.
Isso porque mesmo depois que a série acabou em 7 de janeiro de 1980 ela voltou a ser exibida por mais de uma década como esquetes, ela durou tecnicamente até 12 de junho de 1992 como parte do programa Chespirito. 
O interprete de Chaves interpretou o garoto de 8 anos até os seus 63. Sua idade foi um dos principais motivos para o fim da série.


O último episódio da série (mas não dos esquetes) foi aquele em que a Dona Florinda compra uma máquina de lavar, nada especial não é? Então como seu criador queria acabar a série? De uma maneira que traumatizaria muitos fãs.
Roberto Gómez Bolaños afirmou numa visita a Lima, no Peru, em 1988, que pensou em terminar a série El Chavo del Ocho num episódio em que Chaves morreria atropelado na tentativa de salvar uma criança, mas foi desencorajado por sua filha, por ela achar que esse final acabaria influenciando crianças que assistiam a série a fazer o mesmo. Ainda bem que ele mudou de idéia não é?

Bom agora sim você já sabe tudo o que tinha pra saber sobre essa icônica série, se você curtiu essa matéria, então comente, mande e-mail, curta o nosso facebook e nós ajude a crescer cada vez mais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...