quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Conheça produtos que as próprias empresas se arrependeram de ter criado

No mundo dos negócios qualquer ideia é valida, mas algumas são tão obviamente ruins que você se pergunta como elas foram aprovadas.
Conheça agora a história de alguns produtos que as próprias empresas devem ter se arrependido de terem criado. Muitos desses itens vão fazer parte do "Museu dos Fracassos", um museu dedicado a burradas comerciais e fracassos em geral que vai ser aberto no futuro pelo Dr. Samuel West.

Em 1982 a Colgate, conhecida por seus produtos de higiene bucal, decidiu entrar no mercado de jantares congelados. Esse plano saiu pela culatra, provavelmente porque os consumidores não podiam deixar de pensar que a comida da Colgate tinha o mesmo gosto de uma pasta de dentes. 
O produto foi tão ruim que até mesmo as vendas de creme dental caíram após o lançamento da linha de entradas congeladas, na verdade ele foi tão ruim, mas tão ruim, que até hoje, quase 40 anos depois a empresa ainda não fala sobre o assunto em entrevistas ou palestras, e quando eles souberam que a comida entraria no "Museu do Fracasso" eles foram rápidos em acionar os seus advogados para tirar ela de lá, mas tudo bem porque o Dr. West recriou a caixa do zero, evitando problemas na justiça.

Em 1998 a Frito-Lay introduziu no mercado alimentício as suas novas batatas fritas sem gordura. Batatinhas sem gordura? É claro que as pessoas caíram de cabeça nessa onda e no primeiro ano as vendas atingiram US$ 400 milhões. 
Mas é claro que tudo era um truque de marketing. As vendas despencaram quando foi revelado que as batatinhas realmente não tinham gordura, mas tinham olestra, um substituto de gordura que causa cãibras abdominais, diarreia, problemas estomacais e até mesmo vazamentos fecais. É lógico que a novidade não durou nas prateleiras depois disso.

Até as maiores marcas do mundo cometem erros, e com a Coca-Cola não foi diferente, em 1985 a Coca decidiu reformular a sua famosa bebida. A empresa investiu US$ 4 milhões em um teste de sabor nacional, e apesar de a New Coke (Nova Coca) ir bem nos testes de sabor, após o lançamento, as reações das pessoas foram extremamente negativas. 
Apenas três meses após o lançamento da New Coke, a empresa teve que reintroduzir a fórmula original e renomeá-la como Coca-Cola Classic.

Assim como a Coca a Pepsi tem seus erros, em 1992 eles lançaram a Pepsi Crystal, uma bebida transparente. o produto "morreu" em apenas um ano.
David C. Novak, o criador da bebida admitiu: "Teria sido bom se eu tivesse certeza de que o produto era bom".

Em 2012, a Bic lançou um produto que as mulheres nem sabiam que precisavam "Bic para Ela", porque aparentemente as canetas que elas já usavam eram feitas para homens. Claro que feministas caíram matando no produto que foi logo retirado das prateleiras.
Na verdade elas ainda podem ser encontradas em certos lugares.

Em 1988, a RJ Reynolds Tobacco decidiu desenvolver um novo tipo de cigarro, um que não saia fumaça. A ideia era boa e a empresa investiu US$ 325 milhões na fabricação de sua nova linha Premier, que, segundo um dos compradores "tem gosto de merda". Não é surpresa que as pessoas não compraram muitos.


Esse carinha chamado Clippy não é novidade para quem está no mundo digital já faz um tempo, ele deveria ajudar as pessoas na hora de usar o computador, mas ele foi descrito por alguns como uma das piores interfaces de usuário já desenvolvidas. 
O Clippy foi projetado para aparecer sempre que o software pensasse que o usuário precisava de ajuda e conseguiu incomodar muitas pessoas. Depois que a Microsoft reconheceu sua impopularidade, eles decidiram remover o recurso por completo.

Em 2000 a Heinz decidiu acrescentar uma reviravolta ao seu ketchup para chamar a atenção das crianças, ele agora era colorido. 
Eles inventaram o ketchup colorido Ez Squirt, que vinha em três cores principais: verde-azulado, verde e roxo. 
As pessoas até compraram a novidade por um tempo, mas depois elas passaram a rejeitar o produto, que foi descontinuada após 6 anos.
Se quiser ver mais sobre esse ketchup e outros alimentos de cores nada normais leia essa matéria aqui: "Alimentos e bebidas em cores que você normalmente não vê"


O atual presidente dos E.U.A se declara um homem de negócios, mas a verdade é que ele foi a falência várias vezes durante sua carreira, e os seus bifes não ajudaram.
Donald Trump deu início à sua “rede de melhores bifes do mundo” em 2007. No entanto, os consumidores não concordaram com a descrição “melhores bifes do mundo”. O produto foi descontinuado depois de apenas dois meses por poucas vendas. E isso foi bem antes dele ser o presidente americano mais odiado do mundo.

Em 1994, foi lançada uma garrafa de água para cães e gatos. A bebida era carbonatada, enriquecida com vitaminas e aromatizada. 
O produto fracassou depois que os consumidores perceberam que era completamente desnecessário dar aos animais de estimação, o que era essencialmente refrigerante com sabor de bife e peixe.

Em 2005, alguém da Frito-Lay decidiu que seria uma ótima idéia lançar um protetor labial com sabor de Cheetos. É claro que ninguém queria aquele sabor e cheiro nos lábios e o produto falhou miseravelmente.

O Google Glass, lançado em 2013, foi uma tentativa muito falha de criar smart-óculos. O dispositivo custava a bagatela de US$ 1.500 cada e não cumpria bem nenhuma de suas funções. 
Esses óculos de alta tecnologia também levantaram algumas preocupações muito sérias de segurança e privacidade, juntando tudo isso eles foram outro fracasso do Google.

Em 1999, essa horripilante Máscara de Tonificação Facial Rejuvenique foi lançada. A premissa era fazer mulheres parecerem mais jovens com terapia de choque, imagina por que as mulheres não quiseram isso...

Lançado em 2009, o TwitterPeek foi o primeiro (e o último) dispositivo móvel do Twitter. O produto foi criado para fazer apenas uma coisa: enviar e receber tweets, mas conseguiu falhar nessa simples funçãozinha. O dispositivo dava apenas uma prévia de 20 caracteres dos tweets. Os fãs da marca logo rejeitaram o dispositivo.

Esta bebida energética foi retirada das prateleiras dos EUA por um simples motivo: alguém achou que seria legal chamar a bebida de "Cocaína". 
A bebida ainda é vendida na Europa com seu nome original.

A Amazon decidiu entrar no mercado de smartphones com o Fire Phone em 2014. No entanto, ele foi muito malsucedido e foi descontinuado apenas um ano depois. 
O CEO da empresa, Tom Szkutak, indicou que o preço era o culpado pela falha deste produto, mas os compradores ainda acham que foi a qualidade ruim que o levou a falência.

Essa já é um clássico do mundo dos games, a Atari criou um jogo baseado no sucesso de bilheteria E.T. A empresa produziu 4 milhões de cartuchos, no entanto 2,5 milhões nunca venderam de tão ruim que o jogo era. 
Para se ter uma ideia eram tantas cópias que para se livrar delas a produtora mandou enterrar algumas no deserto.

Em 2011 o Google tinha um pensamento na cabeça: se o facebook é um sucesso nós podemos criar nossa própria rede social e ser ainda maior, eles então criaram o Google+ e ele foi um fracasso completo. Ao invés de superar o facebook ele nem virou um rival.
Mas como ele é de graça e faz parte do Blogger muitos são obrigados a ter um. E como não custa nada pedir, se você for um desses que ainda tem Google+ você pode seguir o nosso Blog aqui: Real World e ler nossas matérias assim que elas saírem.

Em 2013 a Juicero introduziu um espremedor chamado Juicero Press. Este dispositivo foi vendido com pacotes de frutas e legumes pré-espremidos vendidos exclusivamente pela empresa. Eles foram humilhados quando os consumidores perceberam que os pacotes podiam ser comprimidos manualmente e com a mesma eficiência do espremedor. 
Mais tarde, a Juicero anunciou que estava suspendendo suas vendas de juicers e recomprando os produtos dos clientes. Em 2017 eles fecharam a empresa.

Você já deve ter vistos esses hoverboards por aí, mas eles também foram um fracasso. Lançados em 2015 os primeiros deles tinham um grande problema: eles pegavam fogo do nada, tanto que eles foram banidos de quase todas as companhias aéreas americanas. A empresa acabou consertando isso mais tarde.


Em 2017 todo mundo estava falando sobre esse fracasso literalmente explosivo, o Samsung Galaxy Note 7. 
Ele durou menos de um ano no mercado depois que a Samsung teve de recolher cerca de 2,5 milhões de telefones, devido a reclamações de superaquecimento e explosão de baterias.


Mais um fracasso da Bic. Em 1989, a empresa decidiu lançar um produto completamente não relacionado à sua marca: um perfume. 
As pessoas não ficaram impressionadas e a Bic removeu a fragrância das prateleiras no ano seguinte, engolindo uma perda estimada em US$ 11 milhões.

Em 2016 a Jimmy Dean apresentou uma combinação muito estranha: pedaços de salsicha enrolados em panquecas de chocolate em um palito. Não foi o resultado que a empresa esperava e essa "dor de barriga em um palito" fracassou.

O sistema operacional Windows Vista, lançado em 2007, acabou sendo um grande fracasso. Ele fracassou devido a problemas com novos recursos de segurança, desempenho, suporte ao driver e ativação do produto, tudo que um fã de tecnologia não querem um pacote só..

A Pepsi não aprende a sua lição. Em 1989 a empresa introduziu a Pepsi A.M. Esta nova fórmula continha mais cafeína do que a Pepsi normal e foi comercializada como uma bebida matinal. 
No entanto, os consumidores não gostavam da ideia de beber Pepsi logo no café da manhã assim que eles acordassem. Como resultado, Pepsi A.M. foi mais um fracasso da empresa descontinuado apenas um ano depois.

Se a Pepsi não aprende, a Coca também não fica atrás. Em 2006, a Coca-Cola também combinou seu refrigerante com café para criar a Coca-Cola Blak. 
A bebida foi arquivada alguns anos depois, quando as pessoas começaram a reclamar do gosto ruim e do excesso de cafeína na bebida.

Mais um fracasso da Pepsi, em 2002, a Pepsi lançou sua bebida Pepsi Blue para competir com a Vanilla Coke da Coca. Apesar de ser fortemente promovida, essa nova bebida também fracassou. 
Era pra ter gosto de frutas, no entanto, os consumidores disseram que o gosto era mais parecido com algodão doce.

Você provavelmente conhece esse carro, o Delorean, por sua aparição no filme De Volta Para o Futuro. Notável por suas portas de asa-de-gaivota, o carro era atormentado por problemas de desempenho e segurança. Ele ficou no mercado apenas por três anos antes da produção ser interrompida.

Em 1999, a revista, isso mesmo, a revista Cosmopolitan decidiu entrar no mundo da comida. Eles tiveram a ideia do iogurte cosmopolitan. 
Enquanto o iogurte em si parecia apelar para o público-alvo, a Cosmopolitan não conseguiu vender sua marca. Foi descontinuado após apenas 18 meses no mercado.

A Orbitz era uma bebida que chamou a atenção dos consumidores em 1988. No entanto, de acordo com avaliações, o seu sabor não valia a espera. As pessoas começaram a comparar a bebida com xarope para tosse e as bolas de gel que vinham dentro da bebida só estavam piorando o sabor.

E por último mais uma burrada do atual presidente dos E.U.A.  Em 2011, a revista Time até listou este jogo entre os "Top 10 Fracassos de Donald Trump". 
Este jogo de tabuleiro foi lançado em 1989, para não ser um fracasso eles tinham de vender pelo menos 2 milhões de cópias, eles venderam 800.000.

Se você gostou dessa matéria venha curtir o nosso facebook: Real World Fatos, e ajude o nosso site a crescer com seu apoio.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...