Loading...

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Curiosidades e fatos sobre o Dia das Bruxas que você não conhecia

O Dia das Bruxas ou Halloween é comemorado em muitos países por milhões de pessoas, mesmo assim poucos conhecem sua história.
Conheça agora alguns fatos e curiosidades sobre esse feriado macabro.

Primeiro vamos falar de como surgiu esse feriado. Acredita-se que a origem do Halloween vem das tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C. Originalmente, o Halloween não tinha relação com bruxas nem nada do tipo, ele era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão"). 
Nesses dias acreditava-se que que as almas dos mortos retornavam a suas casas para visitar os familiares, para buscar alimento e se aquecer no fogo da lareira.

Mas o Samhain não foi o único a influenciar o Halloween moderno, nós podemos também culpar ironicamente os católicos. ironicamente porque a Igreja nunca foi muito a favor do Dia das Bruxas, já que muitos consideram o feriado uma apologia a Satã. 
Um bom exemplo é o famoso Doces ou Travessuras, o ritual de bater em portas e pedir doces veio do chamado "souling", que era um ritual cristão medieval, nele as pessoas iam de porta em porta, trocando orações em homenagem aos mortos por "bolos de alma", pequenos e simples bolinhos redondos feitos de açúcar, ovo e farinha.

Já as fantasias também vem do Samhain, durante o festival as pessoas usavam fantasias para se "proteger" dos fantasmas. Normalmente eram cabeças de animais e peles, quando a Igreja Católica tomou controle de tudo as fantasias passaram a ser de Santos, Anjos e Demônios. Com o passar do tempo a Igreja perdeu seu poder e as fantasias se diversificaram.


Já a origem do nome Halloween vem de 1745, que foi a primeira vez que essa palavra foi usada. Ela na verdade é uma contração do termo escocês Hallows Evening, que significa véspera do Dia de Todos-os-Santos, data comemorativa do calendário cristão. 


E as famosas aboboras com rostos são chamadas de Jack-o'-lantern, o termo em si foi originalmente usado para descrever o fenômeno visual de ignis fatuus ("fogo de tolo") e significa "homem com a lanterna". Usado principalmente no Leste da Inglaterra, os primeiros registros do termo datam da década de 1660.
Mas as primeiras Jack-o'-lanterns não eram feitas de aboboras e sim de nabos, foram os americanos que popularizaram as aboboras, em parte devido ao fato delas serem nativas, ao conto do Cavaleiro sem Cabeça (que tinha uma abobora no lugar de sua cabeça) e ao fato da abobora esculpida ser associado a estação de colheita e Dia de Ação de Graças.


Devido ao costume de dar doces no Halloween ele é o segundo feriado com o maior número de vendas comerciais no mundo, perdendo apenas para o Natal.
São gastos normalmente 6 bilhões de dólares nessa época do ano.


E quem faz os doces sabe disso, acredita-se que nos E.U.A as companhias de doces tenham se juntado a políticos para fazer com que o horário de verão caíssem na época do Halloween, assim as crianças teriam 1 hora a mais para pedir doces, e consequentemente as pessoas teriam de comprar mais doces para não faltar.


As bruxas têm uma longa história com o Halloween. As lendas contam que as bruxas se reuniam duas vezes ao ano quando as estações mudavam, em 30 de abril, véspera do primeiro de maio e a outra na véspera do dia 31 de outubro, a véspera do Dia de Todos os Santos. 
Era dito que para conhecer uma bruxa você tinha que colocar suas roupas do lado errado e você tinha que andar para trás na noite de Halloween. Então à meia-noite você veria uma bruxa. 
Quando os primeiros colonos vieram para a América, eles trouxeram sua crença nas bruxas. Nos Estados Unidos, as lendas se espalharam e misturam-se com as crenças dos nativos americanos, que também acreditavam nas feiticeiras e, mais tarde, com as crenças da magia negra dos escravos africanos.


Já gatos pretos, corvos, aranhas, corujas e morcegos são todos símbolos do Halloween por causa de sua história com os wiccanos. Todos eles já foram acusados de ser os familiares das bruxas na idade média, e são frequentemente associados com a má sorte.
Os morcegos estão ainda mais ligados ao Halloween pelo antigo ritual Samhain de construir uma fogueira, que afastava os insetos e atraia os morcegos.


O Halloween não seria o que é hoje sem Charlie Brown e Snoopy. Foram eles (e outros desenhos da época) que repopularizaram o Halloween depois da Segunda Guerra Mundial.
Basicamente depois da guerra o açúcar virou algo racionado, ou seja, difícil de se conseguir, foram programas de rádio como "The Adventures of Ozzie and Harriet," as tirinhas do Charlie Brown, e a revista "Jack and Jill" que repopularizaram a tradição desse feriado.


Como muitas pessoas ainda praticam rituais no Halloween muitos lugares proíbem a adoção de gatos pretos nessa época, isso reduz o risco deles serem sacrificados.


As fantasias infantis mais populares sempre mudam dependendo do que está na moda, mas algumas das que sempre ficam no topo da lista são: heróis (principalmente o Batman) princesas (principalmente as da Disney) e animais.


Já adolescentes (principalmente as garotas) preferem fantasias mais sexualizadas. 
Os adultos preferem as clássicas como médicos, piratas, bruxas, robôs etc.


E animais? Se você acha que eles escapam está muito enganado, fantasias para animais estão cada vez mais populares no mercado. As principais incluem: Abóboras, cachorros-quente, leões, animais em geral e piratas.

Se você gostou dessa matéria venha curtir nossa página no facebook, isso ajuda o blog a crescer e você tem acesso a nossas melhores matérias diariamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...