Loading...

terça-feira, 23 de abril de 2019

As comidas mais bizarras e nojentas do mundo

Existem muitos pratos diferentes por aí, no Brasil uma coxinha de frango é normal, na China normal é eles comerem cachorros assados vivos, mas hoje não vamos focar nessas diferenças macabras de culturas, vamos falar de comidas verdadeiramente bizarras e nojentas (mesmo que para outras culturas elas pareçam normais).
Confira algumas das comidas mais loucas que existem por aí.

Pra que um churrasquinho se você pode comer um espetinho de vermes? Esses vermes vivem dentro de troncos de árvores e chegam a até 5 cm de comprimento. 
Eles são uma ótima fonte de proteínas e são muito consumidos no território asiático.

Ainda na Ásia nós temos os ratos, na verdade sua carne pode ser mais cara do que a de galinhas, e também mais cara do que vegetais. 
Seu gosto foi descrito como o de frango, os ratos podem ser criados para o abate ou podem ser ratos de esgoto que são capturados e depois vendidos a cozinheiros.

O ovo secular, ou ovo de 100 anos, é uma iguaria da culinária chinesa que é feito da seguinte maneira: conserva-se enterrado um ovo de pato, galinha ou ganso em uma mistura de argila, cinzas, sal, cal e amido de arroz, por diversas semanas, ou até por meses dependendo do método de preparo. 
A gema do ovo assume uma coloração que varia entre o verde claro e o verde escuro, enquanto a clara varia entre o marrom escuro e a transparência. 
Segundo quem comeu o ovo fica com gosto de queijo.

E falando em queijo o Cazu Marzu é feito com leite de ovelha, até aí tudo bem, mas pra ficar especial ele tem um ingrediente secreto: larvas de moscas vivam fazem parte da receita. Elas na verdade fermentam o queijo até um estado de "quase-decomposição". 
Outro detalhe importante: O queijo deve ser consumido enquanto as larvas estão vivas, caso contrário, o alimento se torna altamente tóxico para humanos.

Que tal uma sopinha de morcego pra aquecer o corpo? Esse prato  é feito com um morcego inteiro, eles não retiram nem a pele e nem os órgãos do animal. Além disso ela ainda vem com leite de coco e legumes para acompanhar.

Cérebro de macaco é uma iguaria em países asiáticos, e não em países africanos como muitos acham.
Geralmente é preparado com molho e servido com pão. Segundo a tradição dos países, comer o cérebro dos primatas deixa a pessoa mais inteligente, algo que claro, não é verdade.


O escamole é um prato feito de larvas de formigas, é considerado uma iguaria no México, tanto que foi apelidado de "caviar de insetos". 
Segundo quem comeu eles tem gosto amanteigado e de nozes.


O Hákarl literalmente se chama tubarão podre em Islandês, o que já deve te dar uma boa dica do que vem por aí. 
O tubarão utilizado no prato, o tubarão-da-groenlândia, é venenoso, produzindo efeitos semelhantes a uma embriaguez extrema, devido a uma concentração elevada de ácido úrico. Então para come-lo primeiro os islandeses o apodrecem, eles o enterram durante vários meses, sendo exposto a vários ciclos de congelamento e descongelamento até a carne ficar podre.
Segundo o aclamado Chef Anthony Bourdain essa foi a coisa mais nojenta e ruim que ele já comeu na vida, mesmo assim ele faz parte do prato tradicional islandês.


A Sopa do Ninho do Pássaro é mais uma nojeira asiática da lista. Pássaros usam sua saliva para fazer seus ninhos, e os chineses usam esses ninhos para fazer sua sopa, o dissolvendo em água até ele ficar pastoso. 
Mesmo sendo algo nojento esse é um dos pratos mais caros do mundo, cada ninho comestível pode chegar a $10,000.


Muitos asiáticos não acreditam que animais sentem dor ou tem sentimentos, por isso é comum eles os assarem e até comerem vivos, o ikizukuri é um desses exemplos.
O prato é um tipo de sushi onde o peixe é fatiado e servido ainda vivo, claro que ele sente toda a dor mas os restaurantes não ligam, e o animal fica te encarando enquanto você devora ele pedaço por pedaço, simplesmente bizarro.


O Mopane é um prato africano feito de larvas, elas são secadas e servidas como lanchinhos crocantes. Elas na verdade são uma ótima fonte de proteínas.


Os olhos do atum são vendidos separadamente no Japão, eles devem ser cozidos e temperados antes de serem servidos. Quem comeu disse ter gosto de lula.


Esses lagartos secos são vendidos principalmente na Ásia, eles podem ser comidos assim mesmo, mas muitos preferem usa-los pra fazer sopa.


A a-ping é uma iguaria no Camboja, elas nada mais são do que tarantulas fritas. O prato ficou popular nas épocas de pobreza extrema do país, mas mesmo quando eles se recuperaram financeiramente os insetos continuaram a fazer parte da dieta local.


O balut é um ovo que tem um pintinho dentro, ao invés de se esperar o ovo chocar ele é cozido com a ave ainda lá dentro. Muito comum com ovos de pato, mas quem não pode pagar por esses ovos pode fazer com galinhas ou outras aves.
Tem um alto teor de proteínas mas não é recomendado fazer com um ovo com mais de 18 semanas porque a partir daí o feto já pode sentir dor, não que eles liguem.


O Surstromming é um peixe fermentado vendido em latas na Suécia, o problema não é o gosto mas sim o cheiro, ele foi descrito como cadavérico, podre, estragado e tudo quanto é nome. 
Um estudo feito por japoneses elegeu esse prato como o pior odor culinário do planeta. 


O Nakji é um polvo cru inteiro em um prato, até ai normal, mas o problema são suas pernas. Pernas de polvo tem aqueles círculos que servem para sucção, assim o polvo pode agarrar as coisas sem ter dedos, o problema é que muitas vezes essas coisinhas se agarram a garganta de quem come, a pessoa sufoca e morre.


Isso é o que você está pensando, vinho de filhote de rato, os ratinhos ficam boiando no fundo da garrafa, a pessoa pode engolir eles ou comer separadamente. 
Muitos asiáticos achavam que beber isso traria saúde, algo que nunca se provou verdade.


Isso é uma placenta, é não é de animal não, a placenta humana é comida em muitos lugares do mundo. Acreditavam que comer ela faria bem para a saúde mental da mãe, muitas celebridades também já comeram. 
Elas vem em vários pratos diferentes como smoothies, lasanha, trufas e chili.


A Sopa de Sangue como o nome indica é feita de sangue de pato ou ganso. Assim que eles matam a ave para comer eles recolhem o sangue para fazer a sopa. Ela pode ser frita, assada, pura, com acompanhamento etc, depende do país de origem.


Chamados de Ascidiacea esses seres marinhos tem de ser serrados com uma espada para serem abertos, e quem comeu disse que seu gosto é igual o de óleo de peixe, mesmo assim são uma iguaria no Chile.


Lutefisk é um prato tradicional da Noruega, consumido nos países nórdicos e nos Estados Unidos, feito à base de peixe branco seco e soda cáustica, sim! Soda Caustica! Ees deixam o peixe marinando nela pra dar um gosto diferente e uma consistência gelatinosa ao peixe.


E se vamos falar de nojeiras não podemos deixar de fora a fruta mais nojenta do mundo, o Durian. Essa fruta já teve seu aroma peculiar descrito como "cebolas podres", "lixo", "carne estragada", "fezes" e mais. 
Para se ter uma ideia em alguns países é ilegal comer essa fruta em lugares fechados e públicos como ônibus e hotéis.


Os ovos de garotos virgens não são o exatamente o que o nome sugere, ele é na verdade mais nojento ainda. Para preparar esse prato eles fervem os ovos na urina de garotos, que devem ser "virgens".
Acredita-se que antigamente a urina era usada para preservar alimentos na China, porque eles achavam que xixi fazia bem pro corpo. Já a parte dos virgens não significa que os garotos devem ser virgens de verdade, apenas que eles devem ser pré-adolescentes.

Real World Fatos também está no facebook, venha curtir a nossa página quando você tiver tempo, e claro, venha ler mais matérias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...