Loading...

quarta-feira, 15 de maio de 2019

15 Alimentos e bebidas que costumavam ser remédios

Hoje em dia é difícil de acreditar que remédios podem virar alimentos, afinal você não se vê bebendo dipirona por prazer no futuro não é? Mas por incrível que pareça muita coisa que você consome hoje em dia já foi usada para tratar doenças no passado.
Veja agora alguns alimentos e bebidas que costumavam ser remédios.

Vamos começar com o popular cereal matinal Kellog's de milho, hoje um cereal feito para crianças ele originalmente foi feito para adultos e idosos. 
Este prato foi criado por John Harvey Kellogg em 1894, como um alimento que ele achava que seria saudável para os pacientes do Sanatório de Battle Creek, no Michigan, que ele mesmo dirigia. 
O cereal matinal veio a revelar-se popular entre os pacientes e a Kellogg's Company foi criada pelo irmão do Dr. John, Will, para produzir flocos de milho para o público em geral. Uma patente para o processo de fabricação do alimento foi atribuída oficialmente em 1896.
A ideia para o cereal surgiu por acaso mesmo, quando o Dr. Kellogg e seu irmão, Will Keith Kellogg, deixaram um pouco de trigo cozido em repouso, enquanto resolviam alguns problemas do sanatório. Ao retornarem, descobriram que o trigo tinha amolecido além da conta, mas como o seu orçamento era rigoroso, decidiram continuar com o processo forçando-o com rolos esperando obter folhas finas e longas de massa. 
Para sua surpresa o que conseguiram foram pequenos flocos, que eles então serviram aos seus pacientes. Este evento ocorreu em 8 de agosto de 1894 e eles registaram uma patente para "cereais em flocos e o seu processo de preparação" em 31 de maio de 1895, que foi atribuída em 14 de abril de 1896, sob o nome de "Granose". 
Eles eram originalmente servidos com marshmallows e leite, depois eles adicionaram açúcar. Curiosamente com o sucesso do produto na comunidade norte-americana, um ex-paciente do sanatório, C. W. Post, começou a fabricar produtos rivais, mas os Kellogg's ainda estão no topo até hoje.
Kellogg, um religioso adventista de marca maior, usou essas receitas para seus pacientes como parte de um regime vegetariano rigoroso. Este regime excluía o álcool, tabaco e cafeína e a dieta era composta inteiramente de alimentos moles. 
Como seguidor de Sylvester Graham, defensor da abstinência sexual e inventor das bolachas Graham e do pão Graham também, Kellogg acreditava que os alimentos condimentados ou doces aumentavam a líbido. Pelo contrário, este cereal de milho então teria uma propriedade anti-afrodisíaca e diminuiria o desejo sexual das pessoas.


Os Graham crackers, ou biscoitos Graham, assim como o Kellogg's eram nada mais do que um remédio "anti desejos sexuais", o biscoito Graham foi inspirado pela pregação de Sylvester Graham, que acreditava que uma dieta vegetariana de pão integral caseiro, feito de trigo grosseiramente moído em casa, como parte de um estilo de vida que envolvia a minimização do prazer e estímulo de todos os tipos, era como Deus pretendia que as pessoas vivessem e que isso manteria as pessoas sempre saudáveis. 
Sua pregação foi amplamente adotada nos Estados Unidos em meio à pandemia de cólera de 1829 a 1851. Seus seguidores, os Grahamites, formaram um dos primeiros movimentos vegetarianos nos EUA e a farinha de graham, biscoitos e pão de graham foram criados por eles e comercializados por eles. 
Graham não inventou nem lucrou com esses produtos. 

Um bife Salisbury é um prato feito de uma mistura de carne moída e outros ingredientes e é geralmente servido com molho. Eles foram inventados pelo Dr. James Salisbury como um remédio para problemas estomacais. 
James serviu como médico na Segunda Guerra Mundial, acredita-se que foi nessa época que ele passou a dar esse "remédio" para os soldados. Basicamente por não ter gordura, ossos, tendões e cartilagem ele achava que a carne faria bem ao estomago.


O Goo Goo Cluster, esse doce americano, não foi criado como um remédio, mas ele foi promovido como um.
Essa barra de chocolate em forma de disco contém nougat de marshmallow, caramelo e amendoim torrado coberto com chocolate ao leite. 
Ela foi inventada apenas pra ser gostosa mesmo. Mas durante as décadas de 1920 e 1930, a empresa anunciava o Goo Goo Clusters como "um lanche  nutritivo por uma moeda". 
Naquela época, a principal preocupação nutricional era a desnutrição calórica, especialmente para as pessoas da classe trabalhadora pobre, e doces altamente calóricos eram promovidos como fontes valiosas e baratas de energia alimentar.

A Coca-Cola é provavelmente o ex-remédio mais conhecido do mundo, a bebida foi criada em 1888, quando as pessoas achavam que água carbonatada era boa pra saúde. 
O farmacêutico John Pemberton criou este xarope que continha cocaína para remover dores de cabeça, dependência de morfina, indigestão, distúrbios nervosos e até mesmo impotência sexual, claro que era tudo mentira, mas a bebida era gostosa e acabou virando algo que as pessoas consomem por prazer.


Mais um remédio que virou bebida energética... possivelmente. 
O Dr. Pepper como o nome indica, foi criado por um farmacêutico chamado Charles Alderton lá em 1885, sendo mais antigo que a Coca-Cola, segundo seus criadores a bebida foi feita apenas para ser gostosa, nada de mais. Porém em 2009 um antigo livro de receitas de um dos envolvidos com a criação da bebida foi descoberto, uma receita do livro intitulada "Dr Peppers Pepsin Bitters" interessou muita gente, e alguns especularam que poderia ser uma das receitas originais para o refrigerante. No entanto a Dr Pepper insiste que não é a fórmula da bebida, mas sim uma receita medicinal para um remédio digestivo. Se é verdade ou não ninguém sabe, e provavelmente nunca vai saber.
O livro foi colocado em leilão em maio de 2009, mas ninguém comprou.


O Fig Newton é um biscoitinho que vem recheado com uma pasta feita de figo. A receita foi criada lá no século XIX, isso porque naquela época os médicos achavam que a maioria das doenças estava ligada com problemas estomacais, e o figo, um laxante natural, era a solução pra isso.
O amante de figos e padeiro Charles Roser viu sua oportunidade e criou biscoitos recheados com pasta de figo como um remédio para prevenir as doenças digestivas.


Um biscoito digestivo, às vezes também chamado de "biscoito de farinha doce", é um biscoito semi-doce que se originou na Europa e ficou popular no mundo todo. O digestivo foi desenvolvido pela primeira vez em 1839 por dois médicos escoceses para ajudar na digestão.
Alguns diziam que eles tinham propriedades antiácidas porque a receita original continha bicarbonato de sódio. O biscoito se tornou extremamente popular na Inglaterra, onde ele é o quarto biscoito mais consumido na famosa hora do chá britânica.


Outro remédio que virou refrigerante, o 7 Up foi criado por Charles Leiper Grigg que inventou a fórmula para um refrigerante de lima-limão em 1929. 
O produto, originalmente chamado de "Bib-Label Lithiated Lemon-Lime Soda", foi lançado duas semanas antes da queda de Wall Street em 1929. 
Acredita-se que a bebida originalmente tinha citrato de lítio em sua fórmula, um medicamento estabilizador do humor. Suas propagandas originalmente até mostravam bebês tomando a bebida.
A bebida foi um dos vários produtos medicinais de patente registrada populares no final do século XIX e início do século XX. Seu nome foi mais tarde encurtado para "7 Up Lithiated Lemon Soda" antes de ser encurtado para apenas "7 Up" em 1936.


A Moxie foi uma das primeiras bebidas produzidas em massa do mundo, o drink foi criado por volta de 1876 por um médico chamado Augistin Thompson. 
O doutor jurava de pés juntos que a bebida continha um extrato de uma planta sul-americana rara cujo nome ele nunca quis revelar, mas que agora é conhecida como raiz genciana. O objetivo da Moxie era ser um remédio eficaz contra "paralisia, amolecimento do cérebro, nervosismo e insônia".


As famosas barras doces Heath também tiveram um começo medicinal, elas são barras de chocolate feitas com caramelo, amêndoas e chocolate ao leite, comercializada pela L. S. Heath a partir de 1914. 
Os primeiros anúncios promoviam o doce como um "barra de saúde", já que segundo eles apenas o melhor chocolate de leite e amêndoas, manteiga cremosa e "cana-de-açúcar pura" eram usados nos doces. O lema na parte inferior de um anúncio dizia "Heath para melhor saúde!"
As pessoas não se importavam de pagar caro pelas barrinhas mesmo elas sendo menores que a maioria dos outros doces da época, no fim o papo de "vai melhorar a sua saúde" foi chutado pra escanteio já que ela não faz bem a ninguém, mas as pessoas ainda queriam comer ela, e hoje ela é um dos doces mais populares no mundo.


A Vodka era considerada uma "ferramenta pra toda obra" na Europa, ela podia ser usada para aquecer o corpo, como anestésico, aliviador de tensão, desinfetante e anticéptico natural, e eles ainda usavam ela pra limpar suas casas.
No século XVI garrafas da bebida eram encontradas a venda em farmácias, alguns doutores de reputação não tão honrosa também recomendavam a bebida como cura pra doenças séries e até mesmo como uma cura para a peste.


O rum sempre foi associado com marinheiros e soldados. O drink foi usado para fazer as tropas se recuperarem mental e fisicamente. 
Na Primeira Guerra Mundial rum foi o que manteve a maioria dos soldados que sofriam com PTSD (Estresse pós-traumático) lutando.


Brandy, ou conhaque, era uma bebida "medicinal" muito popular no século XIX e início do século XX, era usada principalmente como um estimulante cardíaco, o que significa que eles achavam que a bebida era boa para o coração e pressão arterial. 


E por último vamos falar do absinto, uma das bebidas mais forte já inventadas, ela é tão alcoólica que acabou sendo banida em alguns lugares do mundo.  Sendo assim é difícil de acreditar que ela foi inventada para curar as pessoas.
As pessoas vem usando essa bebida desde 1550 A.C, os romanos costumavam dar ela pra suas crianças misturadas com mel, mas foi só na França do século XVIII que a bebida realmente se popularizou de vez, graças ao Dr. Pierre Ordinaire que vendeu ela como um elixir milagroso que ele dizia curar tudo, de vermes estomacais, cansaço e dores de cabeça até coisas mais sérias como epilepsia e pedras nos rins.
Artistas também usavam a bebida para "aumentar sua criatividade", no fim a bebida milagrosa foi desmascarada, mas muitos ainda a consomem de maneira recreativa hoje em dia.

Espero que tenha gostado da matéria, se a resposta for sim porque você não vem curtir o nosso facebook em Real World Fatos? Lá tem várias matérias interessantes esperando por você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...