Loading...

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Conheça as armas mais estranhas do mundo

Espadas, facas, escudos, pistolas... armas estão em filmes, TV, jogos, então todo mundo conhece elas. Mas algumas delas acabaram fugindo um pouco do padrão.
Conheça nessa matéria algumas das armas mais estranhas do mundo, da bomba gay até uma bomba guiada por pombos.

Vamos começar com o que foi provavelmente a arma mais bizarra da história do mundo: a Bomba Gay. 
A bomba era uma arma não letal que continha uma combinação de substâncias químicas que, segundo os desenvolvedores, causavam o comportamento homossexual no inimigo. 
A bomba, claro, nunca foi levada a sério e muito menos usada em algum conflito de verdade.

Essa é a Hunting Trousse, uma mistura de pistola com faca de caça, basicamente um mecanismo removível era acoplado na faca transformando ela em uma pistola. Não era muito potente, mas podia matar alguém de perto.
Hoje ela está exposta em museus, mais estranho ainda ela está exposta em um museu de arte.

Esse é o Grande Panjadrum, basicamente os foguetes nas rodas fariam ela rodar até a defesa dos nazistas e explodiria elas (e eles). 
O armamento bizarro foi criado pelos ingleses mas não teve o efeito desejado e nem chegou a ser usado na guerra.

A Paris Gun, ou Canhão de Paris, recebeu esse nome porque ela foi usada pelos alemães contra os parisienses durante a Primeira Guerra Mundial. Era mais conhecida como uma arma psicológica por causa do medo que ela causou nos franceses. Ela porém não era muito eficiente, tinha uma carga pequena, o barril tinha que ser substituído regularmente e só era precisa para alvos do tamanho de uma cidade!


Espadas eram usadas para cortar, mas que tal usar uma para pegar outras espadas? A Sword Breaker (Quebra Espadas) era uma arma medieval que parecia uma grande adaga com fendas de um lado semelhantes aos dentes de um pente. 
Esta arma foi usada para capturar a espada de um oponente no meio da batalha, uma vez capturada a espada poderia ser quebrada ao virar a Sword Breaker com um movimento do pulso.

O Man Catcher (Pegador de Homens) foi uma arma medieval europeia que foi usada até o século XVIII. Era basicamente uma vara com uma cabeça dupla no topo. 
Não era letal e era usada para puxar alguém de cavalo. Geralmente alguém da realeza que poderia então ser mantido refém para pedir resgate. Também foi usado para conter prisioneiros violentos.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o cientista comportamental americano B. F. Skinner, tentou projetar um míssil que era guiado por pombos!
A ideia era que uma lente fosse colocada na frente do míssil, projetando uma imagem do alvo em uma tela pequena. Então, um pombo, treinado para reconhecer o alvo, bicaria a tela. Se as bicadas estivessem no centro da tela, o míssil voaria em linha reta. Se as bicadas estivessem à direita ou à esquerda do centro, a tela se inclinaria, fazendo com que o míssil mudasse de curso devido a uma conexão entre a tela e os controles de vôo. 
Três pombos deveriam ser usados, com o curso de voo sendo determinado pela regra da maioria. Este projeto nunca decolou devido ao fato de que Skinner não conseguiu que ninguém o levasse a sério, embora ele tenha tido algum sucesso em treinar os pombos.

O Balão de Fogo foi um balão de hidrogênio incendiário que os japoneses lançaram durante a Segunda Guerra Mundial. 
No total 300 destes acabaram nos EUA, mesmo assim apenas seis mortes foram causadas, e nenhuma foi de soldados. A arma então foi considerada inútil e descartada.

Tanques de guerra são comuns mas que tal uma lambreta de guerra? Essa era a Vespa 150 TAP. Em 1956 soldados franceses modificaram ela para deixa-la mais ameaçadora, as armas podiam ser retiradas delas ou disparadas em movimento.


Os Estados Unidos desenvolveram a Bomba de Morcegos como um experimento durante a Segunda Guerra Mundial. 
O estojo gigante contava com 1.000 compartimentos, cada um contendo um morcego mexicano de cauda livre ligado a pequenas bombas. 
A ideia dos americanos era que a bomba fosse lançada com um pára-quedas, e quando os morcegos saíssem do estojo eles procurariam abrigos em porões ou sótãos japoneses. Aí as bombas incendiarias explodiriam, e como as casas japoneses eram feitas principalmente de papel e madeira na época, elas queimariam fácil.
O plano porém foi por água abaixo, os morceguinhos não queriam colaborar e a bomba nunca foi usada.


A Who Me era uma bomba de fedor de enxofre que os EUA criaram durante a Segunda Guerra Mundial. 
Segundo algumas fontes ela cheirava a cocô e deveria ser usada para humilhar e desmoralizar as tropas alemãs. O plano fracassou por um motivo simples mas que ninguém tinha pensado antes: o soldado que fazia a pulverização frequentemente acabava cheirando tão mal quanto os inimigos.


O Beijo da Morte era uma arma usada por espiãs russas, ela parecia um batom de longe, mas na verdade era uma pistola que disparava apenas uma bala. Era pra ser usada em casos de emergência extrema.


Em um tiroteio é comum os soldados se esconderem atrás de paredes, mas como atirar dessa posição sem ficar exposto ao fogo inimigo? "Simples", pelo menos foi isso que pensaram os nazistas.
Esse é o Rifle Curvado Krummlauf, uma arma de cano curvo que deveria atirar de trás de paredes, mas é claro que ela nunca funcionou, a bala simplesmente atravessava o metal ao invés de fazer a curva, ou o tiro saia tão torto que parecia que o soldado nem estava mirando. Sem contar que como eles atiravam de trás de paredes eles realmente não estavam mirando.

Essa era a Bomba Ricocheteadora, o plano era simples, jogar essa coisa de 4.000 Kg no mar, esperar o motor dela posicionar a bomba em cima de um submarino e explodir o veículo. 
Ela não funcionou muito bem para explodir submarinos mas foi um sucesso em explodir barragens.

Essa aqui é provavelmente a arma mais ambiciosa que o ser humano já imaginou. Inventada pelos nazistas ela iria usar os raios do Sol para queimar cidades inteiras e evaporar o estoque de água dos inimigos!
Eles iriam usar um satélite que usaria um espelho gigante para posicionar os raios de Sol no lugar certo. Era como usar uma lupa em um formigueiro.


Essa arma aqui usaria microondas para causar dor intensa em seus inimigos, mas ela não funcionava muito bem, ainda mais porque mirar microondas não era tão fácil quanto parecia.


Essa pistola de 1834 usava um pente de munições de lado, porque ninguém sabe, mas ela não deve ter sido muito bem recebida já que ninguém ouviu falar dela. Devido ao seu formato estranho ela foi apelidada de "arma gaita".


Quantas armas você consegue juntar em uma só? Esse é o revolver Apache, que também é uma faca e um soco inglês. Porém devido a falta de um cano o alcance da arma é de apenas alguns metros de distancia.


Armas de 3 barris são na verdade bem comuns, mas elas ainda são a minoria, elas simplesmente não funcionam tão bem assim.


Essa arma é mais uma invenção estranha dos nazistas, era uma pistola de cinto que ficava enfiada na fivela dele. A ideia é que se ele fosse capturado pelo inimigo ele podia matar eles com a arma ou cometer suicídio.

E essas são algumas dar armas mais estranhas do mundo. Se você quiser ver ainda mais matérias legais venha conhecer o nosso facebook em Real World Fatos.

Um comentário:

  1. No jogo Days Gone, que se passa no Oregon, um dos marcos históricos que você pode visitar é o local onde uma dessas bombas balão jogadas pelos japoneses matou um grupo de americanos.

    ResponderExcluir

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...