quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Os maiores guerreiros do mundo

Guerras sempre entram para a história, e junto com elas vem os guerreiros, desde os espartanos até os samurais, esses soldados sempre inspiraram o público com suas histórias incríveis, então conheça agora alguns dos maiores guerreiros que já viveram.

Todo mundo conhece os vikings e Harald Hardrada era "O Viking", nascido na realeza desde pequeno Harald treinou com armas, principalmente com o machado gigante que virou sua arma icônica.
Em 1030, com apenas 15 anos de idade, Harald foi para o campo de batalha, onde quase morreu, mas conseguiu escapar junto com outros poucos homens. Eles partiram em exílio para as terras de Yaroslav I, também chamado de O Sábio, que os acolheu. Em pouco tempo Harald foi nomeado chefe de defesa e ajudou o Rei a manter a segurança contra os inimigos. 
Graças ao seu carisma e ótima liderança, em pouco tempo Harald havia montado um pequeno exército de 500 homens, disposto a lutarem até a morte por seu líder.
O Viking então partiu para Constantinopla, capital do Império Bizantino que tinha a Guarda Viking Varangian, um pequeno exército de elite, que na época era o mais temido do mundo. Em pouco tempo Harald fez fama com seu machado, nenhum inimigo se salvou dele, suas façanhas nas batalhas foram tão grandiosas que viraram temas para canções e lendas.
Muitos anos depois (e muitas títulos conquistados) Harold passou a dominar sentado no trono de sua família, mas ele queria mais, ele queria a Dinamarca inteira, mas o novo Rei se esqueceu de um pequeno detalhe: nem todos os seus guerreiros eram habilidosos igual ele, assim ele perdeu a batalha contra a Dinamarca e se voltou para a Inglaterra, sua batalha começou bem, a primeira vitória foi dele, mas ele ficou muito confiante e seu exercito caiu em uma armadilha, seus homens foram dizimados, mas o Viking não se rendia, Harald pegou seu machado e partiu para a luta. 
Segundo "relatos" seu machado quebrava qualquer escudo em seu caminho, no total ele teria derrubado cerca de 20 dos melhores guerreiros ingleses, Harald só caiu depois de ter sido atingido por uma flecha na garganta.
Até hoje ele é considerado um dos maiores guerreiros do mundo e seus feitos ainda são lembrados.


Os feitos de Leônidas de Esparta sempre foram considerados incríveis, mas ele ficou mais conhecido depois do filme 300 ser lançado, mas claro que Hollywood mentiu sobre sua história.
Leónidas I nasceu na linhagem Agiad, filho do Rei Anaxandridas II de Esparta, Leónidas e seu possível irmão gêmeo Cleômbroto não foram os primeiros a nascer da linhagem da realeza, então eles não deveriam ser reis, por isso Leónidas não participou do Agogo, a escola espartana que ensinava combate e educação.
Mesmo assim Leónidas se mostrou um grande guerreiro e até venceu a Batalha de Sepeia. Durante muito tempo ele lutou por Esparta em diversas ocasiões, até que seu irmão mais velho acabou sendo deposto do trono por estar louco, assim para a surpresa geral Leônidas assumiu o trono no ano de 491 a.C.
Mas o que realmente tornou o espartano um guerreiro lendário foi a Batalha de Termópilas. Em 481 a.C. os persas, liderados por Xerxes, queriam invadir a Grécia, Leónidas não ia se render e declarou guerra aos persas. O filme mostra que Leónidas levou apenas 300 espartanos para a guerra, mas na vida real além desses espartanos o Rei contou com o apoio de outros 6.700 homens, com um total de 7.000 guerreiros. Mesmo assim ele estava em grande desvantagem, o exército persa era gigante, cerca de 200.000 soldados, mas na época devido a boatos os gregos acreditavam que os seus inimigos tinham pelo menos 2 milhões de homens.
Ir a guerra era suicídio, mas os espartanos nunca desistiam de uma batalha e Leónidas foi a guerra, como seu exército era menor o Rei usou sua inteligencia contra Xerxes, e posicionou seu exército em um desfiladeiro, assim os seus inimigos só poderiam atacar com um número reduzido de guerreiros por vez.
A batalha se iniciou de verdade no quinto dia da guerra. Os espartanos foram muito bem, mataram cerca de 10.000 inimigos (incluindo dois irmãos de Xerxes), mas a guerra ainda era suicídio, então Leónidas ordenou que seus aliados fugissem enquanto ele e sua guarda pessoal ficavam para trás, alguns fugiram mas os Hilotas e Téspias ficaram ao lado dos espartanos.
No final da batalha os persas conseguiram atacar o exército de Leónidas pela frente e por trás, não tinha como eles vencerem mas os espartanos lutaram bravamente até o final, o Rei morreu e 400 Thebans se renderam a Xerxes. 
O corpo do espartano foi recuperado por seu povo antes que Xerxes o decapitasse e crucificasse, assim o Rei virou uma lenda entre os guerreiros, até mesmo diziam que ele era descendente de Hércules.


Miyamoto Musashi é considerado um dos maiores espadachins que já viveu, fundador do estilo de luta com duas espadas chamado Niten Ichi Ryu e escritor do tratado sobre artes-marciais conhecido como o Livro dos Cinco Anéis, o cara era tão bom com uma espada que muitos diziam que ele não era humano e tinha poderes sobrenaturais.
Nascido em uma aldeia simples, Musashi viveu num período histórico de transição do Japão, os tradicionais métodos dos samurais eram aos poucos substituídos por armas de fogo, mas o guerreiro preferia as espadas e simbolizou o auge do bushido (caminho do guerreiro), no qual um homem com uma espada na mão representava o máximo da realização individual. Com sete anos teve de fugir depois de seu pai que ameaçar sua vida, ele então foi viver com seu tio. Aos treze anos, travou seu primeiro duelo, vencendo o já famoso espadachim Arima Kihei, o que ajudou a lhe dar fama de ótimo guerreiro.
Aos 15 anos ele virou um ronin (guerreiro sem mestre) e passou a vagar pelo Japão em busca de novos duelos, visitando as melhores escolas de artes marciais que existiam, mas ninguém era páreo para Musashi. Aos 17 entrou no exército, mas os registros não falam exatamente qual foi sua função.
Aos 22 anos derrotou os mestres da escola Yoshioka em duelos, e segundo relatos ele também derrotou todos os 30 alunos no que ficou conhecido como Batalha do Pinheiro. Se tornou um Kensei (Santo da Espada).
Depois de um tempo Musashi já tinha ganhado mais de 60 duelos, até que Sasaki Kojiro, outro espadachim mortal com muitas vitórias o desafiou, a luta entre os dois parou o Japão e muitos compareceram para assistir o duelo. Por incrível que pareça a batalha não durou muito, Musashi ganhou em poucos minutos.
Depois dessa luta fantástica o Ronin decidiu se aposentar porque não existia ninguém no Japão que pudesse enfrenta-lo, virou eremita, se recolheu a uma caverna, onde dedicava seu tempo às artes, que incluíam pintura, desenhos e a literatura, também escreveu livros.
No fim de sua vida Musashi se desfez de todos seus bens, escreveu um pequeno manuscrito e esperou a morte em sua caverna. Dizem que ele morreu de joelhos segurando sua espada, e assim morreu o espadachim invencível. 

Curtiu a matéria? Então curta também o nosso Facebook: Real World Fatos e leia outras matéria incríveis.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...